Teatro Sá da Bandeira

Construção do início do século XX, este edifício tornou-se, à época, numa das principais referências culturais da cidade. A marca do romantismo tardio manifesta-se na decoração neo-barroca, adaptada às inovações estilísticas das primeiras salas de cinema do país, anteriores à art deco. O hibridismo da fachada, característico da arquitetura romântica, apresenta uma profusão de elementos decorativos de varias origens formais, utilizados desde os finais do século XIX e as primeiras décadas do século XX.

Rua João Afonso nº 7, 2000-074 Santarém
243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt
3ª a sexta das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h00 | Encerra sábado, domingo, segunda e feriados

Nota: Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

INFORMAÇÕES, BILHETEIRA, BILHETEIRA ONLINE E RESERVAS
Informação e reservas através do teatrosabandeira@cm-santarem.pt e pelo telefone 243 309 460.
O horário da bilheteira é de 3ª a sexta das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h00 | Encerra sábado, domingo, segunda e feriados. Em dias de espetáculos ou eventos, abre 1 hora antes do espetáculo ou evento, encerrando meia hora após o início. Nos 30 minutos que antecedem os espetáculos apenas se vendem bilhetes para os mesmos.
Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

Descontos
Os descontos aplicam-se apenas aos espetáculos cuja programação é da responsabilidade do Santarém Cultura, nos seguintes casos:
20% de desconto

  • Menores de 30
  • Maiores de 65
  • Grupos de 10 ou mais pessoas
  • Famílias (3 ou mais elementos: com adulto/s + criança/s até aos 12 anos)

  • Os alunos e professores de Conservatórios, Academias, Escolas de Artes e Ensino Superior, têm desconto direto de 40% na compra do ingresso.

    Os bilhetes com desconto são pessoais e intransmissíveis, obrigando à apresentação do respetivo documento comprovativo à entrada do espetáculo. Os descontos não são acumuláveis e os espetáculos sujeitos a descontos estão devidamente assinalados. As entradas gratuitas são limitadas à lotação do espaço, mediante levantamento prévio de bilhete.

    Nota: Nas sessões escolares aplica-se isenção para alunos com escalões mediante comprovativo por parte da escola.
    Escalão A - Gratuito
    Escalão B – 50%

    Condições de Acesso
    A acessibilidade está assegurada, bem como a assistência a pessoas com mobilidade reduzida, no Teatro Sá da Bandeira. Nos restantes equipamentos, devem ser consultados previamente, consoante a tipologia de evento.

    Regras de Reserva
    Os bilhetes reservados devem ser levantados até 5 dias após a reserva ou até pelo menos 48h antes da hora de início do espetáculo. Após estes períodos serão automaticamente disponibilizados ao público. Não há lista de espera.

    Regras de Devolução
    O programa pode sofrer alterações por motivos imprevistos. Se por motivo de força maior a data de espetáculo for alterada, os bilhetes adquiridos serão válidos para a nova data definitiva. Serão restituídas aos espectadores que o exigirem, as importâncias dos respetivos ingressos sempre que não se puder efetuar o espetáculo no local, na data e hora marcados, assim como em caso de cancelamento do espetáculo.
    Os portadores dos ingressos do espetáculo em causa devem apresentar-se na bilheteira, num prazo de 8 dias, a fim de deixarem os dados pessoais (NIB e NIF) para a restituição do respetivo valor dos ingressos. O mesmo se aplica em casos de interrupção do espetáculo, nos mesmos prazos e com as mesmas condições.
    A devolução das respetivas importâncias será feita no prazo máximo de 30 dias.

    Regras das Salas O programa pode sofrer alterações por motivos imprevistos.
    O espetáculo começa impreterivelmente à hora marcada.
    Após o início do espetáculo não é permitida a entrada na sala, salvo a indicação dos assistentes de sala, e não havendo lugar ao reembolso do preço pago pelo bilhete.
    É expressamente proibido fumar, consumir alimentos ou bebidas no interior do auditório e em outros espaços de espetáculo.
    Os espectadores devem desligar à entrada todos os aparelhos que produzam som, incluindo telemóveis.
    Não é permitida a entrada com objetos volumosos para dentro das áreas de espetáculo ou apresentações.
    O bilhete deverá ser conservado até ao final do espetáculo.
    É proibida a recolha e gravação de imagem ou som, exceto se previamente autorizadas pela direção.
    Exceto se indicado na ficha do espetáculo, por imposição legal, de acordo com Decreto-Lei nº 23/2014 de 14 de Fevereiro, não é permitida a entrada a menores de 3 anos nas salas de espetáculos.


    Caso pretenda, poderá efetuar o download do Rider Técnico do Teatro Sá da Bandeira, em documento no formato .pdf.

      DOWNLOAD



     Ver mapa  Obter Direções
    PRÓXIMOS EVENTOS
    Qua, 30 Nov
    21:30

    Teatro Sá da Bandeira


    Cineclube de Santarém O Homem Duplicado De Denis Villeneuve
    LER MAIS
    O Homem Duplicado

    O Homem Duplicado

    De Denis Villeneuve

    Cinema | Qua, 30 nov | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

    Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

    Adam é um professor universitário que, apesar de acomodado à monotonia, não se sente feliz com o rumo que a sua vida levou. Um dia, ao ver um filme, percebe que, para seu horror, o actor principal é a sua cópia exacta. Ainda em choque com o que acabou de descobrir, não consegue tirar da cabeça a imagem do outro. É então que decide saber tudo sobre aquela pessoa, inclusivamente a morada e número de telefone. Quando se conhecem e se apercebem da inexistência de quaisquer laços de sangue que pudessem justificar as semelhanças, eles vêem-se a questionar a sua existência e a sua própria identidade como seres únicos e insubstituíveis. Mas esta descoberta – e tudo o que daí advém – não deixará marcas apenas neles, mas também em todos os que com eles se relacionam.

    Com realização de Denis Villeneuve, um "thriller" psicológico que adapta uma das mais célebres obras de José Saramago. No elenco, os actores Jake Gyllenhaal, Mélanie Laurent, Isabella Rossellini, Sarah Gadon e Stephen R. Hart.

    Título original: Enemy

    De: Denis Villeneuve

    Elenco: Isabella Rossellini, Jake Gyllenhaal, Sarah Gadon, Mélanie Laurent

    Drama/Thriller, Canadá/Espanha, 90 min, 2013, M/16

    >> Sessão inserida na programação especial dedicada ao centenário de José Saramago

    Teatro Sá da Bandeira

    Horário de Abertura ao público:

    3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

    Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

    Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

    Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

    Contactos:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt
    Sex, 02 Dez
    14:30

    Teatro Sá da Bandeira


    Teatro Do Bosque para o Mundo Projeto ESCALA
    LER MAIS
    Do Bosque para o Mundo

    Do Bosque para o Mundo, de Miguel Fragata e Inês Barahona

    ESCALA

    Teatro | Sex, 2 dez | 14h30 | Teatro Sá da Bandeira

    Classificação Etária M/12 | Duração 50m | Preço: gratuito / Prioridade Público Escolar

    Será possível explicar a crise dos refugiados às crianças? Será que as histórias reais da actualidade transbordam os limites da crueza do imaginário tradicional? Do Mundo, o que escolhemos contar?

    "Do Bosque para o Mundo" conta a história de Farid. Farid é um rapaz afegão, de 12 anos, com uma história que poderia ser igual à de muitos outros rapazes, não fosse ter sido enviado pela mãe para a Europa, para um sítio seguro. Farid é um refugiado.

    "Do Bosque para o Mundo" confronta-nos com a dureza e a coragem. Confronta-nos com a história de um rapaz, entre a vida e a morte, e faz-nos olhar para a nossa própria história.

    "Do Bosque para o Mundo" foi o espectáculo de abertura da 72ª edição do Festival d’Avignon.

    Biografias

    Miguel Fragata (Porto, Portugal, 1983)

    Estudou no Colégio Alemão do Porto. É licenciado em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Completou o Bacharelato em Teatro na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo.

    Trabalhou como intérprete em espetáculos de Jorge Andrade, Madalena Victorino, Cristina Carvalhal, Jacinto Lucas Pires, Catarina Requeijo, Giacomo Scalisi, Rafaela Santos, Vera Alvelos, Pompeu José, José Rui Martins, José Carretas, Gabriel Villela e Agnès Desfosses. Foi assistente de encenação de Madalena Victorino, Bruno Bravo, Claudio Hochmann e Diogo Dória.

    Fundou e dirige, com Inês Barahona, a FORMIGA ATÓMICA.

    Concebeu e encenou os espetáculos "Montanha-Russa" (2018, coprodução TNDMII, TNSJ, Teatro Virgínia), "Do Bosque Para o Mundo" (2016, coprodução São Luiz Teatro Municipal), cuja versão francesa "Au-Delà de la Forêt, le Monde", foi coproduzida pelo Théâtre de la Ville de Paris e abriu o 72.º Festival de Avignon (2018). Concebeu e encenou ainda "A Visita Escocesa" (2016, coprodução TNDMII), "Pedro, Pedra e Grão" (2016, coprodução Teatro Viriato) e "A Grande Demonstração de Xilofagia" (2016, Fundação Calouste Gulbenkian - Programa Descobrir).

    Em 2015, concebeu e encenou os espetáculos "The Wall" (coprodução Teatro Maria Matos, Teatro Municipal do Porto, Teatro Viriato, Teatro Virgínia, Centro Cultural Vila Flor e Centro de Arte de Ovar) e "O Homem Sem Rótulo" (coprodução EGEAC).

    Em 2013, concebeu, encenou e interpretou o espetáculo "A Caminhada dos Elefantes" (financiado pela DGArtes e coproduzido pelo Teatro Maria Matos, Teatro Viriato, Centro Cultural Vila Flor e Artemrede), cuja versão francesa "La Marche des Éléphants" continua em circulação.

    Os seus espetáculos têm sido apresentados em teatros e festivais por todo o território nacional, França, Suíça e Bélgica.

    Inês Barahona (Lisboa, Portugal, 1977)

    Licenciada em Filosofia. Mestre em Estética e Filosofia da Arte pela Faculdade de Letras (Universidade de Lisboa).

    Ingressou no Centro de Pedagogia e Animação, do Centro Cultural de Belém, em 2005, sob a direção de Madalena Victorino, onde desenvolveu projetos de relação entre as artes e a educação para público escolar, familiar e especializado.

    Desenvolveu, em 2008, com Madalena Victorino e Rita Batista, para a Direção-Geral das Artes, "O Livro Escuro e Claro", cuja distribuição acompanhou em 2012, dando formação a equipas e professores. Colaborou ainda na conceção da exposição "Uma Carta Coreográfica" da autoria de Madalena Victorino, para a Direção-Geral das Artes.

    Integrou a equipa de Giacomo Scalisi, vertentes de Produção e Relação com a Comunidade, na inauguração do Teatro Municipal de Portimão, em 2008.

    Trabalha em áreas como a escrita e a dramaturgia, com Madalena Victorino ("Caruma" e "Vale"), Giacomo Scalisi ("Teatro das Compras"), Teatro Regional da Serra de Montemuro ("Sem Sentido") e Catarina Requeijo (assistência de encenação ao espetáculo "Amarelo", texto de "A Grande Corrida" e de "Muita Tralha, Pouca Tralha").

    Encenou, em 2012, o espetáculo "A Verdadeira História do Teatro", para o Teatro Maria Matos, em 2013, “A Verdadeira História da Ciência”, para a Fundação C. Gulbenkian.

    Fundou, em 2014, a companhia FORMIGA ATÓMICA com Miguel Fragata, com quem cocriou os espetáculos “A Caminhada dos Elefantes”, em 2015 "The Wall", em 2016 "A Visita Escocesa" e "Do Bosque para o Mundo" e em 2018 "Montanha-Russa", ocupando-se da escrita dos textos.

    Deu formação na área da escrita a professores e adultos, no Sou – Movimento e Arte, Fundação C. Gulbenkian e Circolando.

    Manuela Pedroso (Lisboa, Portugal, 1964)

    É licenciada em Teatro (Atores e Encenadores) pela ESTC, em Lisboa. Frequentou o Curso de Monitores de Dança para a Comunidade organizado pelo Fórum Dança, em 1992/93. Formadora creditada pelo Conselho Científico Pedagógico da Formação Contínua, da Universidade do Minho.

    Trabalha desde1986 como atriz profissional em diversas companhias teatrais (Teatro Espaço, Teatro da Malaposta, Teatro do Século, Teatro Meridional, Casa Conveniente, entre outros), tendo sido dirigida pelos seguintes encenadores: Águeda Sena, José Martins, Figueira Cid, Rui Mendes, Mário Feliciano, Inês Câmara Pestana, Miguel Seabra, Layla Ripol, Mónica Calle, Inês Barahona e Giacomo Scalisi. Participou como intérprete na área da Dança em projetos coreográficos de Margarida Pinto Coelho, Paulo Henrique e Madalena Victorino. Trabalha desde 1991 como formadora na área do Teatro e da Dança Criativa com diversas entidades oficiais promotoras do ensino artístico em Portugal: Escolas Primárias e Secundárias, Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento, Grupo de Teatro da Nova, Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Cascais, C.E.N.T.A., Casa de Serralves, Fórum Dança, Centro Cultural de Belém, A.P.C.C., Teatro Aveirense, Teatro Viriato, Artemrede. Trabalha ainda desde 2003 como contadora de histórias, colaborando com a Livraria "Ler para querer", Direção Geral do Livro e das Bibliotecas, Teatro Maria Matos, Casa das Histórias – Museu Paula Rego, entre outras instituições.

    Ficha Técnica

    Encenação Miguel Fragata | Texto Inês Barahona | Interpretação Anabela Almeida e Manuela Pedroso | Cenografia e Figurinos Maria João Castelo | Música Teresa Gentil | Desenho de luz José Álvaro Correia | Direção técnica Nuno Figueira | Produção Formiga Atómica | Co-produção São Luiz Teatro Municipal (versão portuguesa) e Théâtre de la Ville – Paris (versão francesa)

    Teatro Sá da Bandeira

    Horário de Abertura ao público:

    3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

    Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

    Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

    Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

    Contactos:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt
    Qua, 07 Dez
    21:30

    Teatro Sá da Bandeira


    Cineclube de Santarém Fogo-Fátuo De João Pedro Rodrigues
    LER MAIS
    Fogo-Fátuo

    Fogo-Fátuo

    De João Pedro Rodrigues

    Cinema | Qua, 7 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

    Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

    Alfredo, príncipe herdeiro de Portugal, está muito preocupado com o ambiente. Determinado a fazer a sua parte para proteger as florestas da terrível ameaça dos incêndios que todos os Verões assolam o país, convence os pais, profundamente conservadores, a ingressar na carreira de bombeiro. É assim que conhece Afonso, um colega de quartel por quem se apaixona perdidamente. Estreado na Quinzena de Realizadores do Festival de Cinema de Cannes, “uma comédia erótica em formato musical” com a assinatura de João Pedro Rodrigues.

    Parceria entre a Terratreme Filmes e a Filmes Fantasma, em co-produção com França, “Fogo-Fátuo” conta com Mauro Costa e André Cabral como protagonistas, assim como Joel Branco, Oceano Cruz, Margarida Vila-Nova e Miguel Loureiro.

    Título original: Fogo-Fátuo

    De: João Pedro Rodrigues

    Elenco: Ana Bustorff, Joel Branco, Anabela Moreira, Oceano Cruz, Margarida Vila-Nova, André Cabral, Mauro Costa, Teresa Madruga

    Musical/comédia, Portugal/França, 67 min, 2022, M/16

    Teatro Sá da Bandeira

    Horário de Abertura ao público:

    3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

    Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

    Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

    Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

    Contactos:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt
    Sáb, 10 Dez
    21:30

    Teatro Sá da Bandeira


    Bilhetes `venda só no Teatro Sá da Bandeira
    Música Dia de Festa Projeto ESCALA
    LER MAIS
    Dia de Festa

    Dia de Festa

    Projeto ESCALA

    Música | Sáb, 10 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

    Classificação Etária M/6 | Duração 55m | Preço: criança gratuito; adulto 5€ | Descontos: escolas gratuito; famílias – gratuito para crianças acompanhadas por adultos

    Uma produção Casa da Música

    Tudo é simples, tudo é familiar, tudo vive da imaginação, tudo vive do lugar.

    As mantas representam os diferentes espaços da ação, pode ser no Norte ou em qualquer outro local de Portugal. O Dia de Festa está a chegar e é sempre um dia especial. Há muitos séculos que é igual, sendo todos os anos diferente. Não te deixes enganar, não é só para os mais velhos, não é só para os mais novos, este é um dia verdadeiramente de todos e para todos.

    Então vamos lá começar!

    Partindo do espólio de instrumentos populares portugueses que existe na Casa da Música, e de todo um cancioneiro, recriamos um verdadeiro arraial português em celebração da música de raiz mais popular.

    Ficha Técnica

    Direção artística e interpretação Rui Rodrigues | Interpretação Beatriz Rola, Jorge Queijo, Paulo Neto e Tiago Oliveira | Produção Casa da Música

    Teatro Sá da Bandeira

    Horário de Abertura ao público:

    3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

    Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

    Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

    Bilhetes à venda só no Teatro Sá da Bandeira

    Contactos:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt
    Ter, 13 Dez
    9:45
    a Qui, 15 Dez 2022
    15:45

    Teatro Sá da Bandeira


    Cinema/Audiovisual 21ª Festa Mundial da Animação Ciclo de Cinema de Animação
    LER MAIS
    21ª Festa Mundial da Animação

    Ciclo de Cinema de Animação, acolhendo a extensão da “21ª Festa Mundial da Animação”, da Casa da Animação, em parceria com o Município de Santarém e o Cineclube de Santarém, com sessões para crianças, Jovens e Famílias, de 13 a 15 de Dezembro 2022.

    13 a 15 Dezembro 2022 | 3ª a 5ª feira | Cinema de Animação

    Preços: Entrada gratuita | Sessões com prioridade ao público escolar

    As escolas interessadas devem efetuar as suas reservas através de:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt

    09:45 | PROGRAMA MINI - MICRO | 26 minutos | M/03 | Creches e Jardins de Infância

    Recomendado para a comunidade escolar (creches e jardins de infância).

    Programa especialmente pensado para ser exibido para pré-primárias, a crianças MAIORES DE 3 ANOS.

    Um programa cheio de cor, som e movimento, sem diálogos e interativo.

    UMA FÁBULA DELIRANTE – A GALINHA, O GATO E OUTRAS CRIATURAS (2019)

    Les fables en délire: la poule, l’éléphant et le serpent

    Um gato, uma galinha e os seus filhotes vivem pacificamente juntos ao lado de uma quinta. Como todos os amigos íntimos, por vezes entregam-se a uma briga de boa índole. Mas uma noite, o lobo sai da floresta e rapta a galinha.

    O gato e os pintos decidem corajosamente ir salvá-la. Este é o início de um conto épico e de uma aventura selvagem.

    2019 | França | 26’ | Realizador: Fabrice Luang-Vija | Produtor: Les Films du Nord, Nadasdy Film

    10:45 | PROGRAMA INFANTIL | 54:44 minutos | M/06 | 1º e 2º Ciclo / Famílias

    Recomendado para a comunidade escolar (1º e 2º ciclos) e famílias.

    O panorama infantil é especialmente pensado para MAIORES DE 6 ANOS com filmes que procuram sensibilizá-los para a diversidade cultural e a pluralidade de formas, técnicas e registos no mundo da animação, divertindo-os também.

    A Menina Parada | 2021, Portugal | 09’

    A Odisseia da Pequena Coruja | 2020, França, Bélgica | 26’

    Racoon and the Light | 2018, Estados Unidos da América | 03:19

    Fussel | 2019, Alemanha | 05’

    Matches | 2019, Hungria | 11:25

    A MENINA PARADA (2021)

    Uma menina perde-se da mãe e recusa-se a sair do mesmo lugar. Um polícia impede todos os outros de a obrigarem a mexer. A menina parada e o polícia que a guarda param o trânsito e agitam os corações da cidade.

    2021 | Portugal | 09’ | Realização: Joana Toste | Produção: Sardinha em Lata, Lda

    A ODISSEIA DA PEQUENA CORUJA (2020)

    Shoom’s Odyssey

    Shooom, uma coruja bebé, nasce no exato momento em que uma tempestade abana a árvore onde está o seu ninho e cai para o chão. Mas um segundo ovo ainda não chocou e Shooom leva-o consigo.

    Sentindo-se desamparada, contra tudo e contra todos, Shooom está determinada a encontrar uma mãe… mesmo que essa mãe seja um jacaré ou um guaxinim!

    2020 | França, Bélgica | 26’ | Realização: Julian Bisaro | Produção: Picolo Pictures, Bardaf! Productions, RTBF, Ketnet

    RACOON AND A LIGHT (2018)

    Um guaxinim encontra uma lanterna na floresta.

    2018| Estados Unidos da América | 03:19 | Realização: Hanna Kim | Produção: CalArts

    FUSSEL (2019)

    Fussel, o monstro simpático, vai numa viagem de aventuras. O objectivo? Descobrir o que está no final do cordão vermelho.

    2019 | Alemanha | 05’ | Realização: Alex Berwec | Produção: Filmakademie Baden-Württemberg

    MATCHES (2020)

    Enquanto brinca com os seus fósforos coloridos, um rapazinho fala dos seus sonhos, medos e esperanças...

    2019 | Hungria | 11:25 | Realização: Géza M. Tóth | Produção: KEDD Animation Studio

    14:30 | PROGRAMA JUVENIL | 54:30 minutos | M/12 | 3º ciclo e ensino secundário / Público Geral

    Recomendado para a comunidade escolar (3º ciclo e ensino secundário) e público em geral.

    Um programa especialmente pensado para os jovens, versando temáticas emergentes e que contribuem para o seu desenvolvimento e enriquecimento cultural.

    Carne | 2020 | Brasil, Espanha | 12’

    Kiko e os animais | 2020 | França | 07:30

    Maman Pleu des Cordes | 2021| França | 29’

    Le Futur Sera Chauve | 2016 | França | 06’

    CARNE (2020)

    Crua, Mal Passada, Ao Ponto, Passada e Bem Passada. Através de relatos íntimos e pessoais, cinco mulheres compartilham suas experiências em relação ao corpo desde a infância até a terceira idade.

    2020 | Brasil, Espanha | 12’ | Realização: Camila Kater | Produção: Doctela, Abano Produccións

    KIKO E OS ANIMAIS (2020)

    Kiko et les Animaux

    O Kiko é o verdadeiro pesadelo de todos os animais. Está constantemente a fazer-lhes bullying, e nem o mais pequeno rato consegue escapar-lhe! De que forma poderão os animais enfrentá-lo e fazê-lo perceber que são tal como ele, que têm emoções e que são capazes de amar e respeitar?

    2020 | França | 07:30 | Realização: Yawen Zheng | Produção: Folimage, Nadasdy Film

    MUM IS POURING RAIN (2021)

    Maman Pleu des Cordes

    Jeanne, de oito anos de idade, tem um carácter forte. A sua mãe está a passar por uma depressão. Ela decide pedir ajuda e envia a sua filha para passar as férias de Natal em Mémé Oignon. Jeanne acredita erroneamente que a sua mãe foi de férias sem ela, e sai furiosa. Mas lá, Jeanne faz amigos inesperados: Léon e Sonia, duas crianças locais, e Cloclo, o enorme vagabundo que vive na floresta. Graças aos seus novos amigos, Jeanne aprenderá que a vida pode afinal ser uma festa!

    2021 | França | 29’ | Realização: Hugo de Faucompret | Produção: Laïdak Films

    O FUTURO SERÁ CARECA (2016)

    Le Futur Sera Chauve

    Ser um homem careca é uma porcaria. Saber que se vai tornar um, é pior.

    2016 | França | 06’ | Realização: Paul Cabon | Produção: Paul Cabon, WAG PROD
    Qua, 14 Dez
    21:30

    Teatro Sá da Bandeira


    Cineclube de Santarém Ladrões de Bicicletas De Vittorio De Sica
    LER MAIS
    Ladrões de Bicicletas

    Ladrões de Bicicletas

    De Vittorio De Sica

    Cinema | Qua, 14 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

    Preço público geral » 5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ >> Entrada Gratuita aos Sócios do Cineclube de Santarém

    Ladrões de Bicicletas ocupa há sete décadas consecutivas um lugar cimeiro no cânone dos melhores filmes de todos os tempos. Logo na estreia gerou um grande entusiasmo, na Europa e na América, e André Bazin descrevia-o como uma obra-prima, perfeita e sublime, e afirmava que De Sica era o maior realizador italiano. Amado por Orson Welles e Wes Anderson, o filme que “mudou a vida” de Ken Loach, que “salvou a carreira” de Jia Zhang Ke, Ladrões de Bicicletas, a odisseia de um pai e de um filho pelas ruas de Roma à procura de uma bicicleta roubada, indispensável para o seu trabalho, obra zénite do neo-realismo italiano, tem a grandeza de uma tragédia clássica.

    Cesare Pavese dizia que o grande cronista da Itália do seu tempo era De Sica. Foi também nas ruas, onde filmaria, que o realizador foi procurar os seus intérpretes: Lamberto Maggiorani, o pai, era um operário mecânico, e Enzo Staiola, o filho, descobriu-o entre os mirones. “Era necessário que este operário fosse ao mesmo tempo tão perfeito, anónimo e objectivo como a sua bicicleta.” Com uma extraordinária mise en scène, um trabalho rigoroso de escrita (com Cesare Zavattini e outros), uma concisão comovente, Ladrões de Bicicletas é “cinema no seu estado puro”, que nos provoca uma comoção tão forte hoje como há 70 anos.

    Óscares – Prémio Honorário

    Globos de Ouro – Melhor Filme Internacional

    Prémios BAFTA – Melhor Filme

    Festival de Locarno – Prémio Especial do Júri

    Título original: Ladri di Biciclette

    De: Vittorio De Sica

    Elenco: Lianella Carell, Lamberto Maggiorani, Enzo Stajola

    Drama, Itália, 89 min, 1948, M/6

    Teatro Sá da Bandeira

    Horário de Abertura ao público:

    3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

    Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

    Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

    Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

    Contactos:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt
    Sáb, 17 Dez
    21:30

    Teatro Sá da Bandeira


    Música Tiago Nacarato com o Coro do Conservatório de Música de Santarém
    LER MAIS
    Tiago Nacarato

    Tiago Nacarato com o Coro do Conservatório de Música de Santarém

    Música / Sáb, 17 dez / 21h30 / Teatro Sá da Bandeira / Classificação Etária M/6 / Duração 01h10 / Preço 7,5€ (preço único)

    Tiago Nacarato é um dos cantautores mais completos e coerentes da música portuguesa atual, a quem se vaticina uma longa e sólida carreira. Conta já com digressões Europeias, Brasileiras e em território nacional, afirmando-se, assim, como um dos mais relevantes artistas portugueses contemporâneos.

    Depois de causar furor no panorama musical português com o lançamento do seu primeiro disco de originais Lugar Comum (2019), do qual produziu A Dança, Tiago Nacarato edita em 2022 o seu segundo álbum de originais, Peito Aberto.

    Peito Aberto é assumidamente inspirado em referências das culturas latinas e africanas, com um toque de música do mundo. O álbum promete consolidar o estatuto de Tiago Nacarato como um dos maiores talentos que o país tem para oferecer, num disco repleto de emoção, ritmos dançantes e canções que não deixam ninguém indiferente.

    Com uma poesia focada no quotidiano do artista e no que observa da situação económica e política do mundo, Peito Aberto é um “espaço” de tempo cheio de surpresas.

    Biografia

    Tiago Nacarato é um dos cantautores mais completos e coerentes da música portuguesa atual, a quem se vaticina uma longa e sólida carreira. Conta já com digressões Europeias, Brasileiras e em território nacional, afirmando-se, assim, como um dos mais relevantes artistas portugueses contemporâneos. Aos 18 anos Tiago Nacarato decidiu investir na sua educação musical, inscrevendo-se na escola de música Valentim de Carvalho onde teve aulas de canto, guitarra, treino auditivo, teoria musical e combo.

    Durante esse período surgiram as primeiras oportunidades, sendo que um dos marcos mais importantes vem na sequência de um convite de Pedro Cardoso (Peixe dos Ornatos Violeta), seu professor na altura, para integrar uma orquestra de guitarras e baixos elétricos, projeto esse que pisou palcos como Serralves em Festa, Hard Club ou Casa da Música.

    O regresso às raízes brasileiras acontece uns anos depois quando se junta à Orquestra Bamba Social como vocalista, um projeto que reúne músicos luso-brasileiros residentes no Porto e que presta tributo a vários clássicos da música brasileira, recriando-os e acrescentando novas sonoridades. Juntos já lançaram “Sorria” ou “Na Fé”, tema que dá nome ao primeiro álbum de originais da banda.

    Lugar Comum, o disco de estreia editado em outubro de 2019, levou-o novamente aos concertos no Brasil e trouxe-o de volta para atuar nos palcos de alguns dos maiores festivais nacionais, como o MEO Marés Vivas, NOS Alive ou Festival F. O disco que causou furor no panorama nacional contava como os êxitos como A Dança ou Só Me Apetece Dançar, em parceria com Ana Bacalhau.

    Para Tiago Nacarato a música só faz sentido se chegar ao público, ao dele e ao dos outros. Neste contexto, durante a pandemia surgiu o projeto “Casulo”, em que se assumiu como curador e que ajudou a promover o trabalho de 7 artistas, através de 7 episódios e de 7 concertos na sua cidade, o Porto.

    Em 2022, Tiago Nacarato edita o seu segundo álbum de originais, Peito Aberto. Peito Aberto é assumidamente inspirado em referências das culturas latinas e africanas, com um toque de música do mundo. O álbum promete consolidar o estatuto de Tiago Nacarato como um dos maiores talentos que o país tem para oferecer, num disco repleto de emoção, ritmos dançantes e canções que não deixam ninguém indiferente.

    Com uma poesia focada no quotidiano do artista e no que observa da situação económica e política do mundo, Peito Aberto é um “espaço” de tempo cheio de surpresas.

    Teatro Sá da Bandeira

    Horário de Abertura ao público:

    3ª a 6ª feira – 10:00 às 12:00 / 14:00 às 16:00

    Nos espetáculos a realizar em horário de encerramento, a bilheteira abre 1 hora antes.

    Encerrado ao Sábado, Domingo, Segunda-feira e Feriados

    Fora do horário de abertura ao público, a venda e reservas de bilhetes é possível através da plataforma online – BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

    Contactos:

    T. 243 309 460 | teatrosabandeira@cm-santarem.pt