Qua, 09 Mar
18:00
a Sex, 30 Dez 2022
17:30

Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil


Exposição Chão de duas pátrias Exposição Permanente
LER MAIS
Chão de duas pátrias

A exposição patente na Casa do Brasil, e que ocupará, em regime de permanência, o piso térreo do edifício, procura revisitar a problemática do lugar de Santarém no contexto da expansão ultramarina e da diáspora, com enfoque especial, naturalmente, para o Brasil, invocado através de cartografia, iconografia e objetos etnográficos. Pedro Álvares Cabral, o patrono deste ‘chão’, terá uma breve abordagem biográfica, esclarecendo-se ainda a sua ligação, na vida e na morte, à vila de Santarém. Assim, procura-se clarificar a polémica questão da «casa de Cabral», enquadrando-a devidamente na tessitura urbana e apresentando algum do espólio arqueológico proveniente da escavação realizada aquando das obras de requalificação do espaço, em 1999. Com o mesmo objetivo, sublinhar-se-á a importância da sepultura do descobridor na Igreja da Graça, traçando uma breve história das diversas fases pelas quais passou a sua capela.

Exposição na Casa do Brasil

Inauguração 9 de março 2022 pelas 18h00

Horário: terça a sábado 9:00 – 12:30 e das 14:00 – 17:30

Normas COVID-19

De acordo com a Resolução do Conselho de Ministros 25-A/2022, de 18 de Fevereiro, é obrigatório o uso de máscara durante todo o tempo de permanência nas instalações
Qua, 05 Out
17:00
a Dom, 09 Out 2022
17:30

Santarém


Artes Performativas FITAIJ XVII Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude
LER MAIS
FITAIJ

5 Out

Quarta feira

17h - We connect the World \ Connectando o Mundo

Acrobacia de rua | Calçada junto à Santa Casa Misericórdia Santarém

Surprise Effect, França

Coletivo de artistas especializados em performance de rua, originários de Toulouse. Fazendo de tudo para nos surpreender, desenvolvem a sua atuação com base nos contextos e expetativas de cada público, oferecendo um espetáculo rítmico, energético e divertido rico em emoções.

21h30 - Um Iaque na Sala de Aula

(Nomeado para o Óscar de melhor filme estrangeiro)

Cinema | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Ugyen, um jovem professor do Butão, pretende deixar a escola onde trabalha e ir para a Austrália realizar o sonho da sua vida: tornar-se cantor. Ao saberem disso, os seus superiores tomam a decisão de o colocar numa escola comunitária de Lunana, a aldeia mais isolada dos Himalaias. Depois de oito dias de um percurso acidentado até ao local, sem as comodidades a que se habituara e sem as mínimas condições para ensinar os seus alunos, Ugyen sente-se totalmente desmoralizado. Mas quando está à beira de desistir, vê-se acarinhado pelas crianças e pelos aldeões, que o recebem de braços abertos e cheios de entusiasmo.

Sem internet, eletricidade ou água canalizada, mas contagiado pela energia dos seus novos amigos, este professor vai encontrar a sua verdadeira vocação e uma inesperada forma de felicidade.

Filmado pelo estreante Pawo Choyning Dorji na escola mais remota do mundo, que se situa na fronteira entre o Butão e o Tibete, “Um Iaque na Sala de Aula” foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme Internacional.

Título original Lunana: A Yak in the Classroom | De Pawo Choyning Dorji | Com Sherab Dorji, Ugyen Norbu Lhendup, Kelden Lhamo Gurung | Drama, China/Butão, 110 min, 2019, M/12

6 Out

Quinta feira

9h30 - A Portagem Fantasma

Teatro | EB 1 Vale Santarém

Teatro Extremo Portugal

Milo é uma criança que está sempre aborrecida. Por isso, quando encontra um enorme pacote-surpresa no seu quarto, duvida que seja algo que lhe interesse. Mas quando vê que o presente é uma genuína Portagem Fantasma, entra no seu carro a pedais e parte para uma jornada mágica.

10h - 27 min Street Juggling \ 27 min de Malabarismo de Rua

Malabarismos de Rua | EB 1 S. Domingos

Darwin Juggling, Venezuela

Pedaços do mundo vistos pelos olhos de um malabarista bizarro, que nos mostrará suas habilidades, admiração, diversão e reflexão. Um ato interativo e bizarro que destaca a destreza do artista.

11h - We connect the World \ Connectando o Mundo

Acrobacia de rua | Escola Técnica e Profissional Ribatejo

Surprise Effect, França

Coletivo de artistas especializados em performance de rua, originários de Toulouse. Fazendo de tudo para nos surpreender, desenvolvem a sua atuação com base nos contextos e expetativas de cada público, oferecendo um espetáculo rítmico, energético e divertido rico em emoções.

11h - Teatro Tuk Tuk – O Vaqueiro Que Não Mentia

Marionetas | Centro Escolar Sacapeito

LaFontana Formas Animadas, Portugal

O Teatro Tuk-Tuk é uma estrutura teatral móvel e de marcante impacto visual, associada ao teatro de rua e aos brinquedos tradicionais. Este conto popular muito antigo relata a honestidade ou a sua falta entre os humanos.

11h - Qubim

Marionetas | EB1 Póvoa da Isenta

Trupe Fandanga, Portugal

Duração 40 min.

Uma carrinha está estacionada no meio da rua e atrás está montada uma pequena plateia. Dois personagens mascarados com fato macaco velho e sujo, saem da carrinha munidos de objetos estranhos de análise e recolha, não se sabe muito bem do quê. Analisam o público, ao mesmo tempo que o vão orientando para os seus lugares.

A carrinha está cheia até ao topo de caixas, caixotes, malas, rigorosamente organizadas e catalogadas. Na tentativa de tirar algumas caixas, o monte desaba para o chão. É na organização e reorganização destes caixotes que a cenografia do espetáculo se vai transformando em aglomerados de volumes que sugerem uma cidade, dando espaço para as marionetas e objetos de cada caixa/cubículo fazerem a sua aparição.

21h30 - O Conto da Ilha Desconhecida

Teatro

Trigo Limpo Teatro ACERT, Portugal

Teatro Sá da Bandeira | Classificação Etária M/6 | Duração 70 min.

Espetáculo de teatro a partir de "O Conto da Ilha Desconhecida" de José Saramago

“Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar” *

Como é que uma ilha poderá ser a utopia que há em cada um de nós?

Imagine-se um pensamento de uma Mulher da Limpeza: “Se não sais de ti, não chegas a saber quem és”. Imagine-se que um Homem que Queria um Barco sonhou com a Mulher da Limpeza e lhe segredou: “Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar”. Agora, imagine-se que estamos no lugar deste homem e desta mulher; que temos diante de nós três portas: a dos obséquios, a das petições e a das decisões. Qual delas seremos tentados a abrir?

No seu conto, José Saramago convida-nos a uma viagem em “que é necessário sair da ilha para ver a ilha, que não nos vemos se não saímos de nós”. Habitar teatralmente esta aventura onde a metáfora se espraia na areia das palavras é desafiante. Parabolizar teatral e musicalmente uma narrativa que, sendo complexa, não se pode desligar da singeleza do pensamento que a originou, constitui um desafio artístico aliciante. A palavra teatral e musicada é o roteiro para a construção de personagens oníricas, fantasiosa e poético-amorosas. A música, território de eleição dos intérpretes, pisca o olho sedutor ao argumento, deixando-o fluir encantatoriamente. A cenografia e os figurinos são enxertias de uma só planta.

José Rui Martins

Centenário do Nascimento de José Saramago -16/11/1922

Coprodução Fundação José Saramago e Trigo Limpo Teatro

ACERT

14h - 27 min Street Juggling \ 27 min de Malabarismo de Rua

Malabarismos de Rua | APPACDM / Vale Santarém

Darwin Juggling, Venezuela

Pedaços do mundo vistos pelos olhos de um malabarista bizarro, que nos mostrará suas habilidades, admiração, diversão e reflexão. Um ato interativo e bizarro que destaca a destreza do artista.

14h30 - A Portagem Fantasma

Teatro | EB Fontainhas

Teatro Extremo, Portugal

Milo é uma criança que está sempre aborrecida. Por isso, quando encontra um enorme pacote-surpresa no seu quarto, duvida que seja algo que lhe interesse. Mas quando vê que o presente é uma genuína Portagem Fantasma, entra no seu carro a pedais e parte para uma jornada mágica.

7 Out

Sexta feira

Dia Mundial do Sorriso

9h30 - Branca Recontada

Marionetas | Centro Escolar Sacapeito

Beatriz Alves, Brasil

Branca Recontada é uma releitura do tradicional conto da Branca de Neve e os 7 anões, dos irmãos Grimm. A história atualizada aborda com muito humor, temas importantes e necessários para reflexão.

11h - Um sorriso muda a sua vida

Clown | EB1 Amiais Cima

Deivy Ruiz, Chile

Neste espetáculo Huenchulaf tenta fazer o tempo passar de uma maneira diferente. É por isso que ele brinca com as pessoas de diferentes maneiras, a fim de converter o público que passa, veículos, animais e qualquer elemento encontrado no local. em seus companheiros de viagem. Uma viagem para um mundo sem medo ou limites, onde tudo pode acontecer.

11h - Teatro Tuk Tuk – O Vaqueiro Que Não Mentia

Marionetas | JI Choupal / EB Combatentes

LaFontana Formas Animadas, Portugal

O Teatro Tuk-Tuk é uma estrutura teatral móvel e de marcante impacto visual, associada ao teatro de rua e aos brinquedos tradicionais. Este conto popular muito antigo relata a honestidade ou a sua falta entre os humanos.

11h - Qubim

Formas Animadas | EB1 Almoster

Trupe Fandanga, Portugal

Qubim é um espectáculo de marionetas e caixas com marionetas. O palco é a carrinha cheia de caixas. As caixas são espaços de memórias acumuladas por dois respigadores que as organizam e desorganizam. Abrem portas, giram dobradiças, criam passagens, revelam personagens.

Há objectos que se transformam em marionetas e marionetas que acordam na viagem de uma caixa.

14h - Branca Recontada

Marionetas | EB1 Mergulhão

Beatriz Alves, Brasil

Branca Recontada é uma releitura do tradicional conto da Branca de Neve e os 7 anões, dos irmãos Grimm. A história atualizada aborda com muito humor, temas importantes e necessários para reflexão.

14h - 27 min Street Juggling \ 27 min de Malabarismo de Rua

Malabarismos de Rua | EB 1 Leões

Darwin Juggling, Venezuela

Pedaços do mundo vistos pelos olhos de um malabarista bizarro, que nos mostrará suas habilidades, admiração, diversão e reflexão. Um ato interativo e bizarro que destaca a destreza do artista.

21h30 - Sinergia 3.0

Novo Circo

Nueveuno, Espanha

Teatro Sá da Bandeira | Classificação Etária M/6 | Duração 60 min.

“Sinergia” é um espetáculo circense contemporâneo que combina técnicas de malabarismo, manipulação de objetos, verticais e dança, coreografados com grande plasticidade geométrica e sensibilidade harmónica, ao longo de uma hora de espetáculo.

Música, cenário, iluminação, emoções, evoluem paralelamente durante o espetáculo. Da madeira ao metal, do acústico ao eletrónico, do natural ao complexo, da individualidade à coesão…para encontrar a “Sinergia”.

O cenário em “Sinergia” é manipulado pela criação de diferentes estruturas com coreografias precisas de movimento.

Tudo isto com uma banda sonora composta para o espetáculo em sintonia com a transformação de objetos, personagens, situações e estados.

8 Out

Sábado

16h30 - 27 min Street Juggling \ 27 min de Malabarismo de Rua

Malabarismos de Rua | Museu Diocesano Santarém – VI Mostra de Doces Conventuais

Darwin Juggling, Venezuela

Pedaços do mundo vistos pelos olhos de um malabarista bizarro, que nos mostrará suas habilidades, admiração, diversão e reflexão. Um ato interativo e bizarro que destaca a destreza do artista.

17h - Um dia de Cinema

Novo Circo | Praceta Amarela – S. Domingos

Cirk About It, Espanha

Dois fãs da sétima arte decidem reunir-se para ver aquele que será o seu primeiro filme em 3D, o que não sabem é que eles vão acabar por se tornar os protagonistas.

21h30 - Albano

Clown

Rui Paixão, Portugal

Teatro Sá da Bandeira | Classificação Etária M/6 | Duração 40 min.

“Quero agir de tal modo que o meu eu seja o único fim possível da minha ação e apareça como o único ser livre” J.B.Erhard

Albano é uma performance para ser vista de dentro para fora. O espetador é apanhado desprevenido no seu quotidiano e colocado na posição de voyeur do espaço público. Um vidro de uma montra, uma janela de um restaurante, de uma loja, de um carro ou de uma casa, separam o espetador do performer que age com uma animalidade imprevisível com o objetivo de a confrontar com aqueles que o observam, bem como com aqueles que se atravessam no seu caminho.

A partir de lugares mitológicos e filosóficos, e da exploração da personagem de Albano Beirão, Rui Paixão questiona o seu lugar enquanto palhaço, mas também o do público enquanto público e, eventualmente, enquanto palhaço também. Noção (e medo) do ridículo todos temos, mas talvez seja possível arranjar motivos para rir no desconforto. Despindo, não vestindo, a máscara.

9 Out

Domingo

15h - Histórias de Sonho

Contos para a infância

Aqui Há Gato

16h30 - Somente

Teatro de Rua

Teatro Só, Portugal

Convento de São Francisco | Classificação Etária M/3 | Duração 30 min.

Espetáculo poético que reflete sobre a solidão na velhice.

Por falta de tempo, em nome do progresso e da evolução rápida da sociedade, os idosos estão a ser esquecidos pela mesma, até por vezes abandonados por amigos e familiares.

Acabaram-se os seus sucessos, as suas conquistas, da sua entrega no trabalho ao longo de anos e ficam simplesmente SÓS.

Vagueiam pela cidade à espera de uma mudança, que algo aconteça ou simplesmente que o tempo passe.

Só. Num banco de jardim. No vazio de um dia… „SÓMENTE“…

Uma peça de teatro na qual o carinho, a emoção e a poesia das imagens estão em primeiro plano.

17h - 7/10 x 8’ Aprox

Performance Jogo

Sara Marasso & Stefano Risso, Itália

Convento de São Francisco | Classificação Etária M/3 | Duração 30 min.

7/10 x 8’ Aprox. é a fórmula matemática escolhida para dar um nome a um jogo inventado, resultado de uma mistura entre o popular jogo "um, dois, três, macaquinho do chinês" e o "jogo do Ganso" em Portugal. Uma performance que permite ao público experimentar um caminho semi guiado num espaço ao ar livre, através de sinais visuais e sons que encorajam a participação e ajudam o público a envolver-se de maneira direta. Uma modalidade imersiva e itinerante, em que cada um pode decidir onde colocar-se, parar ou mexer numa espécie de versão contemporânea de Grand Bal ou dança comum.

NOTA: Bilhete único de 4€ para todos os espetáculos de Domingo e para os que se realizam no Teatro Sá da Bandeira | O cinema do dia 5 de outubro tem o seguinte preço: público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuito

Parceria com TSB / Santarém Cultura /Artemrede
Sex, 07 Out
9:30
a Seg, 31 Out 2022
18:00

Biblioteca Municipal de Santarém/Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire


Exposição Dia Nacional da Água Mostra Bibliográfica
LER MAIS
Dia Nacional da Água

Dia Nacional da Água – 1 de outubro”

Mostra Bibliográfica

Literatura

De 1 a 31 out

seg a sex,09h30 às 18h00

Biblioteca Municipal de Santarém
Sex, 07 Out
9:30
a Seg, 31 Out 2022
18:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Exposição Agustina Bessa Luis. Centenário do Nascimento Mostra Bibliográfica
LER MAIS
Agustina Bessa Luis. Centenário do Nascimento

Mostra Bibliográfica

“Agustina Bessa Luis. Centenário do Nascimento (15 outubro 1922)”

Literatura

De 1 a 31 out

seg a sex,09h30 às 18h00, sáb 9h30 às 12h30

Sala de Leitura Bernardo Santareno
Sex, 07 Out
19:00

Sociedade Recreativa Operária


Workshop Workshop de Teatro e Práticas Cénicas pelo encenador Frederico Corado
LER MAIS
Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop

Sex, 7, 14, 21 e 28 out e 4 nov e Seg 14 nov

19h00 - 22h00

Palácio de Landal

Sociedade Recreativa Operária

Este workshop, dirigido pelo encenador Frederico Corado, pretende transmitir e formar os participantes para várias questões ligadas ao teatro, incluindo matérias práticas e teóricas. O seu currículo irá abordar as seguintes ideias: Noções sobre vocabulário teatral; Noções sobre História do Teatro da antiguidade clássica aos nossos dias, Técnica de Teatro, Voz e Corpo, Como analisar uma cena, Como analisar, pesquisar e construir uma personagem, Visionamento de vídeos com excertos de vários espectáculos, Leitura de texto e análise de cenas, Jogos dramáticos com uso do texto, Construir a cena, O monólogo, o diálogo e a cena de conjunto, e o Improviso.

Público-Alvo: Profissionais ou amadores da área das artes cénicas que pretendam expandir os seus conhecimentos práticos e teóricos, adquirindo bases sobre várias temáticas relacionadas com o teatro.
Sex, 07 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Circo Contemporâneo Sinergia 3.0, Compañiade Circo Nueveuno Inserido na programação FIATIJ
LER MAIS
Sinergia 3.0, Compañiade Circo Nueveuno

Sinergia 3.0, Compañiade Circo Nueveuno

Inserido na programação FIATIJ

Novo Circo | Sex, 7 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/6 | Duração 60 min. | Preço 4€

“Sinergia” é um espetáculo circense contemporâneo que combina técnicas de malabarismo, manipulação de objetos, verticais e dança, coreografados com grande plasticidade geométrica e sensibilidade harmónica, ao longo de uma hora de espetáculo.

Música, cenário, iluminação, emoções, evoluem paralelamente durante o espetáculo. Da madeira ao metal, do acústico ao eletrónico, do natural ao complexo, da individualidade à coesão…para encontrar a “Sinergia”.

O cenário em “Sinergia” é manipulado pela criação de diferentes estruturas com coreografias precisas de movimento.

Tudo isto com uma banda sonora composta para o espetáculo em sintonia com a transformação de objetos, personagens, situações e estados.

Ficha Técnica e artística

Ideia original e direção Jorge Silvestre | Interpretação e criação Miguel Frutos, Jose Montón, Isaac Posac, Jorge Silvestre | Dramaturgia e apoio à direção Oscar Diéguez “Churun” | Coreografia Iris Muñoz | Marionetas e interpretação Fernando Barta | Composição musical Vaz Oliver | Cenografia Alfonso Reverón (Supermanazas) | Desenho de luz e técnica Carlos Marcos | Vídeo Paula Semprún | Fotografia P. Manzano, M. Berrocal, N. Savidi, E. Martinez
Sáb, 08 Out
16:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Literatura/Publicação/Leituras Conversa Sobre Literatura Angolana Literatura
LER MAIS
Conversa Sobre Literatura Angolana

Conversa Sobre Literatura Angolana

Literatura

Sáb, 8 out | 16h00

Sala de Leitura Bernardo Santareno

A Associação de Angolanos em Santarém realiza o evento Literatura Angolana, uma conversa dinâmica com a participação do historiador e sociólogo Manuel dos Santos e os escritores Tomás Lima Coelho e Jorge Arrimar.

Manuel L. D. dos Santos é fundador e dirigente da associação cívica Plataforma Reflexão Angola, sociólogo e historiador.

Tomás Lima Coelho é autor de vários livros, entre os quais Autores e Escritores de Angola.

Jorge Arrimar é autor de mais de uma dezena de livros publicados desde 1975, sendo Rotas Circulares o último.

O evento contará com uma exposição de livros sobre Angola.

Organização Associação de Angolanos em Santarém.
Sáb, 08 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Circo Contemporâneo Albano, por Holy Clowns/Rui Paixão Inserido na programação FIATIJ
LER MAIS
Albano, por Holy Clowns/Rui Paixão

Albano, por Holy Clowns/Rui Paixão

Inserido na programação FITAIJ

Novo Circo | Sáb, 8 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/6 | Duração 60 min. | Preço 4€

“Quero agir de tal modo que o meu eu seja o único fim possível da minha ação e apareça como o único ser livre” J.B.Erhard

Albano é uma performance para ser vista de dentro para fora. O espetador é apanhado desprevenido no seu quotidiano e colocado na posição de voyeur do espaço público. Um vidro de uma montra, uma janela de um restaurante, de uma loja, de um carro ou de uma casa, separam o espetador do performer que age com uma animalidade imprevisível com o objetivo de a confrontar com aqueles que o observam, bem como com aqueles que se atravessam no seu caminho.

A partir de lugares mitológicos e filosóficos, e da exploração da personagem de Albano Beirão, Rui Paixão questiona o seu lugar enquanto palhaço, mas também o do público enquanto público e, eventualmente, enquanto palhaço também. Noção (e medo) do ridículo todos temos, mas talvez seja possível arranjar motivos para rir no desconforto. Despindo, não vestindo, a máscara.

Ficha Técnica e artística

Direção artística e performance Rui Paixão | Conceito e dramaturgia Cristóvão Neto & Rui Paixão | Consultoria artística e circografia António Franco de Oliveira | Cenografia, adereços e caracterização Cristóvão Neto | Desenho de luz e direção técnica Manuel Abrantes | Coprodução Fira Tàrrega, 23 Milhas, LEME, Subtopia e Holy Clowns
Dom, 09 Out
16:30

Convento de São Francisco


Teatro Somente, Teatro Só Inserido na programação FIATIJ
LER MAIS
Somente, Teatro Só

Somente, Teatro Só

Inserido na programação FITAIJ

Teatro de Rua | Dom, 9 out | 16h30 | Convento de São Francisco

Classificação Etária M/3 | Duração 30 min. | Preço 4€

Espetáculo poético que reflete sobre a solidão na velhice.

Por falta de tempo, em nome do progresso e da evolução rápida da sociedade, os idosos estão a ser esquecidos pela mesma, até por vezes abandonados por amigos e familiares.

Acabaram-se os seus sucessos, as suas conquistas, da sua entrega no trabalho ao longo de anos e ficam simplesmente SÓS.

Vagueiam pela cidade à espera de uma mudança, que algo aconteça ou simplesmente que o tempo passe.

Só. Num banco de jardim. No vazio de um dia… „SÓMENTE“…

Uma peça de teatro na qual o carinho, a emoção e a poesia das imagens estão em primeiro plano.
Dom, 09 Out
17:00

Convento de São Francisco


Performance 7/10 x 8’ Aprox., de Il Cantiere Inserido na programação FIATIJ
LER MAIS
7/10 x 8’ Aprox., de Il Cantiere

7/10 x 8’ Aprox., de Il Cantiere

Inserido na programação FITAIJ

Multidisciplinar | Dom, 9 out | 17h00 | Convento de São Francisco

Classificação Etária M/3 | Duração 30 min. | Preço 4€

7/10 x 8’ Aprox. é a fórmula matemática escolhida para dar um nome a um jogo inventado, resultado de uma mistura entre o popular jogo "um, dois, três, macaquinho do chinês" e o "jogo do Ganso" em Portugal. Uma performance que permite ao público experimentar um caminho semi guiado num espaço ao ar livre, através de sinais visuais e sons que encorajam a participação e ajudam o público a envolver-se de maneira direta. Uma modalidade imersiva e itinerante, em que cada um pode decidir onde colocar-se, parar ou mexer numa espécie de versão contemporânea de Grand Bal ou dança comum.

Ficha Técnica e artística

Conceito Sara Marasso e Stefano Risso | Coreografia e performance Sara Marasso | Composição musical e interpretação ao vivo Stefano Risso | Coprodução Il Cantiere (Turim) e Margine Operativo (Roma)

Biografia

IL CANTIERE A associação cultural Il Cantiere é uma equipa artística independente que trabalha há muitos anos no campo das artes performativas. A atividade centra-se em espetáculos para espaços teatrais e criações site-specific para lugares não convencionais ligando a investigação coreográfica ao som, imagens de vídeo e diferentes práticas de teatro participativo.

A associação foi fundada por iniciativa da coreógrafa e bailarina Sara Marasso em 2000, quando regressava de um período passado no estrangeiro, com um projeto de requalificação urbana em espaço cultural, do qual tomou o seu nome. Em 2014 começou uma colaboração estável com o baixista, compositor e videomaker Stefano Risso, bem como uma nova fase artística partilhada com projetos cada vez mais de uma perspetiva interdisciplinar. A atividade da associação tem lugar entre Lisboa e Turim.

SARA MARASSO Coreógrafa, bailarina, produtora, o seu percurso artístico funde estudos teóricos e práticos para pesquisar uma linguagem contemporânea para a cena da dança numa perspetiva interdisciplinar. Estudou Cinema na Universidade de Turim, Estudos Laban no Laban Centre-London e tem um mestrado do Dep. de Dança de Paris VIII.

STEFANO RISSO Contrabaixista, compositor, videomaker, a sua grande paixão pela composição de canções mantém-no sempre na linha entre a música instrumental (jazz, vanguarda) e a música vocal (rock, folk e cantor-compositor). Escreveu e produziu para o teatro, e colaborou em projetos musicais pessoais com escritores, artistas de vídeo e dançarinos. Tem mais de setenta discos a seu crédito, muitos dos quais produziu como líder ou colíder.

Ter, 11 Out
17:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Literatura/Publicação/Leituras Projeto “EPILOGO” Literatura
LER MAIS
Projeto “EPILOGO”

Projeto “EPILOGO”

Literatura

Ter, 11 out, 8 nov. e 6 dez

17h00

todas as 2ªs terças-feiras de cada mês, do ano letivo 2022/2023

Sala de Leitura Bernardo Santareno

“EPILOGO” – Projeto que se realizará na segunda semana de cada mês, à terça-feira, ao longo do ano letivo de 2022/23, mediante inscrição limitada, na Sala de leitura Bernardo Santareno, pelas 17 horas.

Neste espaço comum e aberto a toda a comunidade partilharemos a leitura em voz alta de peças de teatro por parte de todos os inscritos. É proposto um movimento de “Faz de conta” onde abrimos e exploramos em coletivo a nossa capacidade de poder brincar com o que lemos e com quem lemos.

O final de cada peça ficará a cargo dos alunos do curso Artes do Espetáculo, da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, que elaborarão uma pequena leitura encenada. Esta especificidade do projeto realizar-se-á em parceria com os professores da disciplina de dramaturgia.
Qua, 12 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém Estrada Fora Panah Panahi
LER MAIS
Estrada Fora

Estrada Fora

Cinema | Qua, 12 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Uma família caótica e terna em viagem por uma paisagem acidentada.

Mas para onde vão? No banco de trás, o pai tem uma perna partida, mas está mesmo magoada? A mãe tenta rir mas mal consegue conter as lágrimas. O miúdo não pára de cantar. E todos estão preocupados com o cão doente e irritados uns com os outros. Apenas o misterioso irmão mais velho parece calmo.

Título original Jaddeh Khaki

De Panah Panahi

Com Amin Simiar, Rayan Sarlak, Hasan Majuni, Pantea Panahiha

Drama, Irão, 93 min, 2021, M/12
Sex, 14 Out
19:00

Sociedade Recreativa Operária


Workshop Workshop de Teatro e Práticas Cénicas pelo encenador Frederico Corado
LER MAIS
Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop

Sex, 14, 21 e 28 out e 4 nov e Seg 14 nov

19h00 - 22h00

Palácio de Landal

Sociedade Recreativa Operária

Este workshop, dirigido pelo encenador Frederico Corado, pretende transmitir e formar os participantes para várias questões ligadas ao teatro, incluindo matérias práticas e teóricas. O seu currículo irá abordar as seguintes ideias: Noções sobre vocabulário teatral; Noções sobre História do Teatro da antiguidade clássica aos nossos dias, Técnica de Teatro, Voz e Corpo, Como analisar uma cena, Como analisar, pesquisar e construir uma personagem, Visionamento de vídeos com excertos de vários espectáculos, Leitura de texto e análise de cenas, Jogos dramáticos com uso do texto, Construir a cena, O monólogo, o diálogo e a cena de conjunto, e o Improviso.

Público-Alvo: Profissionais ou amadores da área das artes cénicas que pretendam expandir os seus conhecimentos práticos e teóricos, adquirindo bases sobre várias temáticas relacionadas com o teatro.
Sex, 14 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Música B Fachada Por Terras de Liberdade
LER MAIS
B Fachada

B Fachada // Por Terras de Liberdade

Música | Sex, 14 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/6 | Duração 01h00 | Preço 5€ (preço único)

Escreve canções que dão mostras de ser recebidas como ciência social, mas o inverso também é verdadeiro. Tem muitos descendentes, mas é mais que a soma dos por si influenciados. Na música popular portuguesa do século XXI não há outra figura como B Fachada, o nome artístico de Bernardo Fachada, compositor, multi-instrumentista, produtor. Nascido em 1984, estudou música no Instituto Gregoriano de Lisboa e aprendeu piano. Mais tarde, frequentou a escola do Hot Clube de Portugal e, na Universidade, cursou Estudos Portugueses. Desde 2007 tem-se notabilizado por um espantoso, e até certo ponto impiedoso, ritmo de edições, através do qual frequentemente subverte o cânone e converte os dogmáticos, baralha as expetativas e expetora a maralha, coça rótulos, caça ruturas.

Entre formatos físico e digital, lançou cinco EP (destacando-se o remoto “Viola Braguesa”, uma reflexão sobre o conceito da tradição e suas traições, ou o split com as Pega Monstro, de 2015, em reflexo da amizade e acuidade estética), três mini álbuns charneira (“Há Festa na Moradia”, que teve edição física em vinil, “Deus, Pátria e Família”, que aparentou parar o país, e “O Fim”, com que anunciou uma pausa sabática) e sete registos de longa-duração (da discussão das questões de moral associadas ao universo infanto-juvenil de “B Fachada é Pra Meninos” ao manifesto de pop batumada que foi “Criôlo” passando pelo homónimo de 2014, criado com recurso a samples burilados, programações barrocas, batidas apátridas, chegando à obra-prima “Rapazes e Raposas” lançada sem aviso prévio neste ano biruta de 2020). O seu impacto conjunto testa os limites daquilo que, neste domínio, se entende por produção cultural.

Entre 2009 e 2012, fez também parte da banda Diabo na Cruz, com a qual percorreu o país de lés a lés. Ainda em início de carreira, o realizador Tiago Pereira dedicou-lhe o documentário “Tradição Oral Contemporânea”. Com Minta e João Correia lançou uma versão integral do álbum “Os Sobreviventes”, de Sérgio Godinho, com quem já atuou ao vivo. Dividiu igualmente palcos com Dead Combo, Lula Pena, Manel Cruz, Manuela Azevedo, Márcia, Norberto Lobo, Nuno Prata ou Samuel Úria. Fez primeiras partes para Kurt Vile e Vashti Bunyan. Tocou ocasionalmente fora de portas, em Berlim, Barcelona ou Praga, mas nunca foi ao Brasil, onde possui uma dedicada legião de fãs. Apresentou-se nas mais emblemáticas salas de espetáculo portuguesas, mas muitos recordam com mais carinho as atuações divulgadas em cima da hora, em inesperados espaços que continuamente esgotam. E além de se ler tudo o que sobre a sua carreira foi escrito – num dossiê de imprensa sem paralelo entre os seus pares – ou de se testemunhar o ato de comunhão em que se transformaram os seus concertos, basta seguir as sedes virtuais em que opera para se compreender tratar-se de um autor tão ouvido quanto vivido. Talvez por isso se diga que a sua obra é indistinguível de quem a consome. Ou que biografia e alegoria são inseparáveis na sua contundente escrita. Mas, se perto de uma década de atividade artística profissional independente sugere alguma coisa é a de que, como poucos, Fachada está interessado em questionar convenções no seu próprio tom, no seu próprio tempo, nos seus próprios termos.

Bilhetes à venda na BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC e no TSB

Horário de bilheteira física (Teatro Sá da Bandeira) de terça a sexta-feira 11h - 14h

A bilheteira abre 1 hora antes da sessão
Sáb, 15 Out
16:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Literatura/Publicação/Leituras Açores -9 pérolas no Atlântico autoria de José Borgas
LER MAIS
Açores -9 pérolas no Atlântico

Apresentação do livro “Açores -9 pérolas no Atlântico” da autoria de José Borgas

Literatura

Sáb, 15 out

16h00

Sala de Leitura Bernardo Santareno

José Borgas é natural de Santarém, onde nasceu em 1956 e viveu até 1991. Licenciado em Gestão de Empresas, Informática de Gestão, Sociologia e Marketing e Consumo, a sua vida profissional desde 1992 desenvolveu-se sempre ligada às áreas da gestão e consultoria empresarial. De 1998 a 2008 nos Açores e, desde essa data até ao presente, em Angola.

De 07 de Setembro a 08 de Novembro de 2020, o autor, numa viagem fascinante, vivencia os momentos ímpares que a beleza da natureza açoriana proporciona.

O livro narra essa viagem, especificando os espaços e lugares visitados, mas apresenta mais dois conteúdos: reflexões que vão surgindo ao autor ao caminhar por esse autêntico “paraíso terrestre” e, complementado com a experiência de ter vivido e trabalhado nos Açores de 1998 a 2008, relatos de algumas histórias vividas nesse recanto do planeta que qualquer vivente deveria conhecer.
Sáb, 15 Out
16:00
a Qui, 31 Ago 2022
18:00

Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil


Exposição Braamcamp Freire: o génio poliédrico Inauguração da Exposição
LER MAIS
Braamcamp Freire: o génio poliédrico

Braamcamp Freire: o génio poliédrico

Inauguração 15 de outubro pelas 16 horas na Casa do Brasil

Termina na Biblioteca Municipal

A exposição “Braamcamp Freire: o génio poliédrico” evoca o centenário da morte de Anselmo Braamcamp Freire (1849-1921), figura ímpar da história contemporânea portuguesa, com ligações familiares a Santarém, cidade a quem deixou, depois da sua morte, em 1921, um valiosíssimo legado artístico, além da sua biblioteca. Em dois polos distintos (Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire e Casa do Brasil), procurar-se-á dar a conhecer as múltiplas facetas da vida e personalidade de Braamcamp Freire (historiador, bibliófilo, genealogista, colecionador e político), bem como aprofundar o estudo e explorar a riqueza das coleções do Museu Municipal de Santarém, em particular das que Braamcamp legou em testamento a Santarém.

Patente até 31 de agosto de 2023

Horários:

Casa do Brasil: Terça-feira a Sábado, das 09h00 ao 12h30 e das 14h00 às 17h30

Biblioteca Municipal de Santarém: de Segunda a Sexta-feira, das 09h30 às 18h00
Sáb, 15 Out
16:30

Convento de São Francisco


Música/Dança Dançarém de Outubro Dançarém
LER MAIS
Dançarém de Outubro

Dançarém de Outubro

Música/Dança

Sáb, 15 out | 16h30 – 24h00

Convento de São Francisco

O Dançarém é uma Associação de âmbito cultural que tem por objetivo promover as tradições do Ribatejo, Portugal e do Mundo através da dança, organiza aulas regulares de dança, eventos mensais com oficinas e bailes e o festival anual de danças de verão "Dançarão" e colabora também com entidades estatais. Apresenta um vasto leque de danças, desde danças em roda, passando pelas danças em quadrilha e pares, até às danças em coluna e em corrente. Quem já esteve num baile Dançarém, deseja sempre voltar!

No mês de Outubro, o Dançarém decorrerá num dos espaços nobres da cidade de Santarém, o Convento de S.Francisco.

Com início às 16h30, apresentamos uma Oficina de Fados Mandados e Outros Dançados, que estará a cargo da Professora Marisa Barroso, mentora de projetos de investigação e salvaguarda das danças tradicionais, sendo acompanhada pelo tocador de concertina Rafael Gomes.

A partir das 21.30h, terá lugar um Concerto-Baile com música ao vivo pelo grupo Kwadril, um novo e empolgante trio folk com variadas influências musicais e culturais, onde a música folk europeia entra em simbiose com algumas tradições étnicas de todas as partes do mundo. Kwadril é composto pelos músicos Rafael Gomes, Samuel Louro e Paul Johnson. O baile será orientado pela Professora Marisa Barroso.

Bilheteira:

Oficina: 5€

Baile: 10€

Oficina+Baile: 12€

Associados Dançarém (Oficina+Baile): 8€

Crianças e Jovens 18 gratuito

Condições de Bilheteira:

• Pré-reserva através do formulário: https://forms.gle/PkxGo9QxrWin7sqx7

• A inscrição só será válida após pagamento, via MBWAY para o nº 931776880 ou via Transferência bancária para o IBAN: PT 50 0065 0922 00416000000 57; SWIFT: BESZ PT PL. Será enviado um e-mail com a confirmação da pré-reserva.

• Venda no próprio dia, na bilheteira do Convento de S.Francisco, caso a lotação do espaço o permita.

+info:

@dancaremsantarem

924 060 882

info@dancarem.pt

Conta facebook: DancaremSantarem

Conta Instagram: dancaremsantarem
Sáb, 15 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Teatro Cárcere Por Terras de Liberdade
LER MAIS
Cárcere

Cárcere // Por Terras de Liberdade

Teatro | Sáb, 15 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/14 | Duração 01h10 | Preço 5€ (preço único)

Cárcere apresenta uma semana na vida de um pianista que estando no cárcere (PRIVADO DA LIBERDADE E DE SEU PIANO) será refém numa rebelião iminente. Ele vive em ritmo de contagem regressiva e suas expectativas, impressões, lembranças, reflexões e sensações são expressadas por ele num diário que inicia numa segunda-feira e termina quando estoura a rebelião, um domingo.

Ficha Técnica e Artística

Direção, Iluminação e atuação Vinícius Piedade | Texto Saulo Ribeiro e Vinícius Piedade | Trilha Sonora Original Manuel Lima | Figurino Ana Maria Piedade

Bilhetes à venda na BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC e no TSB

Horário de bilheteira física (Teatro Sá da Bandeira) de terça a sexta-feira 11h - 14h

A bilheteira abre 1 hora antes da sessão
Qua, 19 Out
9:30
a Sáb, 05 Nov 2022
12:30

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Exposição D. Afonso Henriques, Exercito Português e Santarém Militar Exposição
LER MAIS
D. Afonso Henriques, Exercito Português e Santarém Militar
Exposição “D. Afonso Henriques, Exercito Português e Santarém Militar” Exposição / 19 out a 5 nov seg a sex,09h30 às 18h00, sáb 9h30 às 12h30 Sala de Leitura Bernardo Santareno Exposição “D. AFONSO HENRIQUES, EXERCITO PORTUGUÊS E SANTARÉM MILITAR”, Integrada nas Comemorações do dia Nacional do Exército
Qua, 19 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém O Triângulo da Tristeza De Ruben Östlund
LER MAIS
O Triângulo da Tristeza

O Triângulo da Tristeza

Cinema | Qua, 19 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Uma sátira desinibida em que se assiste a uma inversão de papéis e classes e onde se revela o sórdido valor comercial da beleza. Os modelos Carl e Yaya movimentam-se no mundo da moda, enquanto exploram os limites da sua relação. O casal é convidado para fazer um cruzeiro luxuoso na companhia de um conjunto de “infames” passageiros riquíssimos, um oligarca russo, um traficante de armas inglês e um capitão idiossincrático e alcoólico, dado a citações de Marx. Parece o cenário perfeito para muitas publicações de Instagram. Mas durante o esmerado Jantar do Comandante, uma tempestade avoluma-se e os passageiros sofrem um intenso enjoo…

O cruzeiro termina de forma catastrófica. Carl e Yaya vêem-se encalhados numa ilha deserta com alguns dos multimilionários e uma das empregadas de limpeza da embarcação. A hierarquia sofre repentinamente uma reviravolta. “Triângulo da Tristeza” é o sexto filme de Ruben Östlund, conhecido pelos seus retratos satíricos do comportamento humano, e a sua segunda Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Título original Triangle of Sadness

De Ruben Östlund

Com Woody Harrelson, Harris Dickinson, Charlbi Dean, Zlatko Burić, Henrik Dorsin, Iris Berben, Sunnyi Melles, Dolly de Leon, Vicki Berlin, Oliver Ford Davies

Comédia Dramática, França/Suécia/EUA, 147 min, 2022, M/12
Sex, 21 Out
19:00

Sociedade Recreativa Operária


Workshop Workshop de Teatro e Práticas Cénicas pelo encenador Frederico Corado
LER MAIS
Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop

Sex, 21 e 28 out e 4 nov e Seg 14 nov

19h00 - 22h00

Palácio de Landal

Sociedade Recreativa Operária

Este workshop, dirigido pelo encenador Frederico Corado, pretende transmitir e formar os participantes para várias questões ligadas ao teatro, incluindo matérias práticas e teóricas. O seu currículo irá abordar as seguintes ideias: Noções sobre vocabulário teatral; Noções sobre História do Teatro da antiguidade clássica aos nossos dias, Técnica de Teatro, Voz e Corpo, Como analisar uma cena, Como analisar, pesquisar e construir uma personagem, Visionamento de vídeos com excertos de vários espectáculos, Leitura de texto e análise de cenas, Jogos dramáticos com uso do texto, Construir a cena, O monólogo, o diálogo e a cena de conjunto, e o Improviso.

Público-Alvo: Profissionais ou amadores da área das artes cénicas que pretendam expandir os seus conhecimentos práticos e teóricos, adquirindo bases sobre várias temáticas relacionadas com o teatro.
Sáb, 22 Out
11:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Literatura/Publicação/Leituras Está tudo dito autoria de Amélia Borges
LER MAIS
Está tudo dito

Apresentação do livro “Está tudo dito” da autoria de Amélia Borges

Literatura

Sáb, 22 out

11h00

Sala de Leitura Bernardo Santareno

O livro é uma autobiografia que relata mais de trinta anos de trabalho no Sector Social junto de pessoas que cruzaram o caminho da autora, com destaque para a Irmã Inês – a melhor líder de sempre – a equipa do centro sagrada família, as famílias, os voluntários e os parceiros que tanto dão de si para melhorar o mundo. A Obra relata várias histórias reais com muito humanismo.
Sáb, 22 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cruzamentos Disciplinares O Bom Anfitrião Filipa Francisco em Cocriação com Luís Coelho, Nuno Reis, Iza da Costa e Ana Vaz
LER MAIS
O Bom Anfitrião

O Bom Anfitrião

Filipa Francisco em Cocriação com Luís Coelho, Nuno Reis, Iza da Costa e Ana Vaz

Multidisciplinar | Sáb, 22 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/6 | Duração 01h00 | Preço: 5€ (preço único)

Esta nova criação de Filipa Francisco parte da colaboração com quatro artistas locais, um por território, Montemor-o-Novo, Palmela, Santarém e Sesimbra. Performers, bailarinos, atores, músicos, para realizarem um trabalho de cocriação multidisciplinar (dança, teatro, performance).

A base do encontro é a colaboração, a investigação e a improvisação, com o principal objetivo de explorarem juntos as Mudanças Climáticas e o papel que podemos desempenhar através das artes para abordar essa questão importante.

Com um programa de residências que passa pelos quatro territórios, pretende-se também abordar a pergunta que François Matarasso (investigador ligado à arte participativa) faz às comunidades com quem trabalha:

O que torna um lugar especial? (lugar físico, mental, real e fictício)

De que queremos falar?

O que queremos mudar nas nossas comunidades?

Ficha Técnica e Artística

Direção artística e criação Filipa Francisco | Cocriação e interpretação Ana Vaz, Iza da Costa, Luís Coelho Graça, Nuno Reis | Composição musical José Grossinho | Direção Técnica e Desenho de luz Pedro Fonseca/colectivo a.c | Registo Vídeo Miguel Canaverde | Fotografia Bruno Simão | Produção executiva Rita Maia | Produção e difusão Mundo em Reboliço | Promotor e coprodutor Artemrede | Coprodução Municípios de Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Montemor-o-Novo, Palmela, Pombal, Santarém, Sesimbra, Tomar, Torres Vedras
Qua, 26 Out
10:30

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Oficinas/Masterclasses Quem é quem? Atividade para crianças do 1º ciclo do Ensino Básico
LER MAIS
Quem é quem?

“Quem é quem? “- Atividade para crianças do 1º ciclo do Ensino Básico

Atelier

Qua, 26 out às 10h30

Sala de Leitura Bernardo Santareno

Atividade lúdica em parceria com a exposição evocativa do Dia Festivo do Exercito Português intitulada “D. Afonso Henriques , Exercito Português e Santarém Militar” patente ao publico de 19 outubro a 5 novembro na Sala de Leitura Bernardo Santareno, uma sessão direcionada às crianças do 1º ciclo do Ensino Básico e que se pretende dar a conhecer a figura de D. Afonso Henriques , patrono do Exercito Português.
Qua, 26 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém Nós Duas De Filippo Meneghetti
LER MAIS
Nós Duas

Nós Duas

Cinema | Qua, 26 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Há várias décadas que Nina e Madeleine estão apaixonadas e partilham o dia-a-dia. A viver frente a frente no último andar do mesmo prédio, todos julgam que elas são apenas amigas. Agora, já septuagenárias, decidem vender os apartamentos e mudar-se para Roma, onde pretendem viver uns últimos anos tranquilos. Mas quando Madeleine sofre um AVC, Nina vê-se afastada da sua amante pelos filhos dela, que nada sabem sobre o relacionamento de ambas. E é assim que, depois de anos de entrega total, as duas deixam de poder viver livremente o seu amor.

Com realização do italiano Filippo Meneghetti, que com este filme se estreia em longa-metragem, este drama recebeu uma nomeação para o Globo de Ouro na categoria de Melhor Filme Estrangeiro e recebeu o César de Melhor Primeiro Filme.

Título original Deux

De Filippo Meneghetti

Com Martine Chevallier, Léa Drucker, Jérôme Varanfrain, Barbara Sukowa

Drama, França/Luxemburgo/Bélgica, 96 min, 2019, M/14
Sex, 28 Out
19:00

Sociedade Recreativa Operária


Workshop Workshop de Teatro e Práticas Cénicas pelo encenador Frederico Corado
LER MAIS
Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop

Sex, 28 out e 4 nov e Seg 14 nov

19h00 - 22h00

Palácio de Landal

Sociedade Recreativa Operária

Este workshop, dirigido pelo encenador Frederico Corado, pretende transmitir e formar os participantes para várias questões ligadas ao teatro, incluindo matérias práticas e teóricas. O seu currículo irá abordar as seguintes ideias: Noções sobre vocabulário teatral; Noções sobre História do Teatro da antiguidade clássica aos nossos dias, Técnica de Teatro, Voz e Corpo, Como analisar uma cena, Como analisar, pesquisar e construir uma personagem, Visionamento de vídeos com excertos de vários espectáculos, Leitura de texto e análise de cenas, Jogos dramáticos com uso do texto, Construir a cena, O monólogo, o diálogo e a cena de conjunto, e o Improviso.

Público-Alvo: Profissionais ou amadores da área das artes cénicas que pretendam expandir os seus conhecimentos práticos e teóricos, adquirindo bases sobre várias temáticas relacionadas com o teatro.
Sáb, 29 Out
11:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Workshop Modelação 3D Workshop para adultos
LER MAIS
Modelação 3D

Workshop “Modelação 3D” para adultos, integrado no projeto Bibliotic’s

Sáb, 29 out às 11h00

Sala de Leitura Bernardo Santareno

Integrado no Projeto Bibliotic’s – literacias digitais , a Sala de Leitura Bernardo Santareno realiza o Workshop “Modelação 3D” para dar a conhecer , criar experiencias e dotar os participantes inscritos, de modo gratuito, do processo de criação de objetos tridimensionais através do uso de software especializado e de equipamentos específicos.
Sáb, 29 Out
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Música Gisela João PeR – Programação em Rede CIMLT
LER MAIS
Gisela João
Gisela João PeR – Programação em Rede CIMLT Música | Sáb, 29 out | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira Classificação Etária M/6 | Duração 01h15 | Preço 7,5€ (preço único) Com uma voz e um timbre absolutamente singulares, Gisela João é uma figura central e uma das mais importantes intérpretes da história da música portuguesa. Na primavera de 2021, editou o seu terceiro álbum “AuRora”, o seu registo mais pessoal e intimista, onde pela primeira vez revelou os seus dotes de letrista e compositora. Com quatro remisturas de temas de “AuRora”, Gisela João continua a declarar o seu amor às pistas de dança, uma paixão antiga e diversas vezes mencionada em entrevistas, em que assume ter crescido entre as festas de música electrónica e o fado tradicional. Programação em Rede – CIMLT A Programação em Rede da Lezíria do Tejo resulta de uma candidatura apresentada pela CIMLT – Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, em colaboração com os onze municípios da Lezíria, e tem financiamento do Alentejo 2020, do Portugal 2020 e da União Europeia.
Qua, 02 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém Alma Viva De Cristèle Alves Meira
LER MAIS
Alma Viva

Alma Viva

De Cristèle Alves Meira

Cinema | Qua, 2 nov | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Como todos os anos no Verão, a pequena Salomé regressa à aldeia natal da sua família, nas montanhas de Trás-os-Montes, para passar as férias.

É um tempo de festa e de descontração, mas de repente a sua adorada avó, morre.

Enquanto os adultos se disputam por causa do funeral, Salomé é assombrada pelo espírito daquela que na aldeia era vista como uma bruxa, a sua avó.

Alma Viva, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, é o candidato de Portugal a uma nomeação para os Óscares, em 2023

Título original: Alma Viva

De: Cristèle Alves Meira

Elenco: Lua Michel, Ana Padrão, Jacqueline Corado, Ester Catalão, Duarte Pina, Arthur Brigas, Catherine Salée

Drama, França/Portugal/Bélgica, 85 min, 2022, M/12

SESSÃO DE ANTE-ESTREIA NO CINECLUBE DE SANTARÉM, COM A PRESENÇA DA REALIZADORA
Sex, 04 Nov
19:00

Sociedade Recreativa Operária


Workshop Workshop de Teatro e Práticas Cénicas pelo encenador Frederico Corado
LER MAIS
Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop

Sex, 4 nov e Seg 14 nov

19h00 - 22h00

Palácio de Landal

Sociedade Recreativa Operária

Este workshop, dirigido pelo encenador Frederico Corado, pretende transmitir e formar os participantes para várias questões ligadas ao teatro, incluindo matérias práticas e teóricas. O seu currículo irá abordar as seguintes ideias: Noções sobre vocabulário teatral; Noções sobre História do Teatro da antiguidade clássica aos nossos dias, Técnica de Teatro, Voz e Corpo, Como analisar uma cena, Como analisar, pesquisar e construir uma personagem, Visionamento de vídeos com excertos de vários espectáculos, Leitura de texto e análise de cenas, Jogos dramáticos com uso do texto, Construir a cena, O monólogo, o diálogo e a cena de conjunto, e o Improviso.

Público-Alvo: Profissionais ou amadores da área das artes cénicas que pretendam expandir os seus conhecimentos práticos e teóricos, adquirindo bases sobre várias temáticas relacionadas com o teatro.
Ter, 08 Nov
17:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Literatura/Publicação/Leituras Projeto “EPILOGO” Literatura
LER MAIS
Projeto “EPILOGO”

Projeto “EPILOGO”

Literatura

Ter 8 nov. e 6 dez

17h00

todas as 2ªs terças-feiras de cada mês, do ano letivo 2022/2023

Sala de Leitura Bernardo Santareno

“EPILOGO” – Projeto que se realizará na segunda semana de cada mês, à terça-feira, ao longo do ano letivo de 2022/23, mediante inscrição limitada, na Sala de leitura Bernardo Santareno, pelas 17 horas.

Neste espaço comum e aberto a toda a comunidade partilharemos a leitura em voz alta de peças de teatro por parte de todos os inscritos. É proposto um movimento de “Faz de conta” onde abrimos e exploramos em coletivo a nossa capacidade de poder brincar com o que lemos e com quem lemos.

O final de cada peça ficará a cargo dos alunos do curso Artes do Espetáculo, da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, que elaborarão uma pequena leitura encenada. Esta especificidade do projeto realizar-se-á em parceria com os professores da disciplina de dramaturgia.
Qua, 09 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém O Jovem Cunhal De João Botelho
LER MAIS
O Jovem Cunhal

O Jovem Cunhal

De João Botelho

Cinema | Qua, 9 nov | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Os anos da juventude de Álvaro Cunhal, o comunista que lutou contra a ditadura e viveu décadas e décadas na clandestinidade, são vistos por João Botelho. Um documentário que parte dos escritos e das palavras do próprio e reconstitui algumas cenas da vida da figura política que marcou o século XX português. No elenco, nomes como Gonçalo Norton, Margarida Vila-Nova, João Pedro Vaz, Alexandra Sargento, Luís Lima Barreto, João Barbosa, Hugo Mestre Amaro ou Gustavo Vargas.

Título original: O Jovem Cunhal

De: João Botelho

Elenco: Carolina Campanela, Jaime Baeta, Hugo Mestre Amaro, João Barbosa

Biografia, Portugal, 75 min, 2022, M/12
Sex, 11 Nov
10:30

Teatro Sá da Bandeira


10h30 – prioridade público escolar e 19h00
Teatro A flauta Mágica vista da Lua Projeto ESCALA
LER MAIS
A flauta Mágica vista da Lua

A flauta Mágica vista da Lua

ESCALA

Teatro/Ópera | Sex, 11 nov | 10h30 – prioridade público escolar e 19h00 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/3 | Duração 01h00 (sem intervalo) | Preço: criança gratuito; adulto 5€ | Descontos: escolas gratuito; famílias – gratuito para crianças acompanhadas por adultos

Há já alguns anos que o célebre sábio Sarastronauta decidiu ir viver para uma estação espacial, na esperança de ter o sossego e a paz de espírito necessários para a sua incessante busca da sabedoria. O truque que encontrou para atrair homens para o seu mundo de virtude e sabedoria foi criar um personagem chamado Papageno. Tal como o Papageno original, também este cativante pelo seu modo divertido de estar e falar. O seu disfarce de Papageno é tão perfeito que nem Pamina, a própria filha de Sarastronauta, o reconhece. Esta dupla personalidade permite-lhe também obter informações preciosas da sua filha Pamina relativamente à sua mãe, a Raínha da Noite. Quando Tamino surge em cena, Papageno está precisamente com Pamina, e o seu deslumbramento pela rapariga é imediato. Tentando saber onde encontrá-la, Papageno indica-lhe o caminho até à Estação Orbital onde ela vive com o pai, o grande sábio Sarastronauta. Ou seja, ele próprio. Sarastronauta não perderá esta oportunidade para trazer para junto de si mais uma alma humana a precisar de salvação pela sabedoria. E encontrará também um primoroso genro.

Ficha Técnica

Texto e Encenação Mário João Alves | Intérpretes Gabriel Neves – Tamino (cantor/ator), Ângela Alves – Pamina (cantor/ator), Mário João Alves – Sarastrounauta / Papageno (cantor/ator), João Tiago Magalhães – Pianostatos (pianista/ator) | Dispositivo Cénico, Figurinos, Adereços Ópera Isto | Desenho de Luz Nuno Almeida | Assistência de Encenação e Direção de Cena Paula Conceição | Produção / CoProdução Ópera Isto / Casa da Música

Seg, 14 Nov
19:00

Sociedade Recreativa Operária


Workshop Workshop de Teatro e Práticas Cénicas pelo encenador Frederico Corado
LER MAIS
Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop de Teatro e Práticas Cénicas

Workshop

Seg 14 nov

19h00 - 22h00

Palácio de Landal

Sociedade Recreativa Operária

Este workshop, dirigido pelo encenador Frederico Corado, pretende transmitir e formar os participantes para várias questões ligadas ao teatro, incluindo matérias práticas e teóricas. O seu currículo irá abordar as seguintes ideias: Noções sobre vocabulário teatral; Noções sobre História do Teatro da antiguidade clássica aos nossos dias, Técnica de Teatro, Voz e Corpo, Como analisar uma cena, Como analisar, pesquisar e construir uma personagem, Visionamento de vídeos com excertos de vários espectáculos, Leitura de texto e análise de cenas, Jogos dramáticos com uso do texto, Construir a cena, O monólogo, o diálogo e a cena de conjunto, e o Improviso.

Público-Alvo: Profissionais ou amadores da área das artes cénicas que pretendam expandir os seus conhecimentos práticos e teóricos, adquirindo bases sobre várias temáticas relacionadas com o teatro.
Qua, 16 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém José e Pilar De Miguel Gonçalves Mendes
LER MAIS
José e Pilar

José e Pilar

De Miguel Gonçalves Mendes

Cinema | Qua, 16 nov | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

>> Sessão gratuita, inserida na programação especial dedicada ao centenário de José Saramago

Um documentário realizado por Miguel Gonçalves Mendes (“Autografia”) sobre o escritor José Saramago, falecido a 18 de Junho de 2010: a sua vida, as suas viagens, a sua relação de amor com Pilar del Río, sua companheira até ao fim da vida. Filmado entre 2006 e 2009 e com a criação do romance “A Viagem do Elefante” como pano de fundo, mostra o quotidiano de um dos mais importantes escritores contemporâneos, na sua relação com Pilar, o público e a vida. Filme de abertura da edição 2010 do DocLisboa, Prémio do público para melhor documentário no Festival Internacional de Cinema de São Paulo.

Título original: José e Pilar

De: Miguel Gonçalves Mendes

POR/BRA/ESP/FIN/SUE, 2010, Cores, 128 min., M/12
Sáb, 19 Nov
10:00
a Dom, 27 Nov 2022
20:00

Santarém


Música FÓS Festival de Órgão de Santarém 2022
LER MAIS
FÓS

Programa brevemente disponível

O FÓS – Festival de Órgão de Santarém 2022 é organizado pelo Município de Santarém, Diocese de Santarém e Santa Casa da Misericórdia da Cidade
Qua, 23 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém O Ano da Morte de Ricardo Reis De João Botelho
LER MAIS
O Ano da Morte de Ricardo Reis

O Ano da Morte de Ricardo Reis

De João Botelho

Cinema | Qua, 23 nov | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Fernando Pessoa, um dos maiores escritores da língua portuguesa estabeleceu um gigantesco universo paralelo criando uma série de heterónimos para sobreviver à sua solidão de génio. José Saramago, prémio Nobel da literatura em 1998, fez regressar o heterónimo Ricardo Reis a Portugal, ao fim de 16 anos de exílio no Brasil. 1936 é o ano de todos os perigos, do fascismo de Mussolini, do Nazismo de Hitler, da terrível guerra civil espanhola e do Estado Novo em Portugal, de Salazar. Fernando Pessoa, o criador, encontra Ricardo Reis, a criatura. Duas mulheres, Lídia e Marcenda são as paixões carnais e impossíveis de Ricardo Reis. “Vida e Morte é tudo um”, permite a literatura e o cinema também. Realismo fantástico.

Título original: O Ano da Morte de Ricardo Reis

De: João Botelho

Elenco: Luísa Cruz, Victoria Guerra, Luís Lucas, Catarina Wallenstein, Marcello Urgeghe

Drama, Portugal, 128 min, 2020, M/12

>> Sessão inserida na programação especial dedicada ao centenário de José Saramago
Qua, 30 Nov
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém O Homem Duplicado De Denis Villeneuve
LER MAIS
O Homem Duplicado

O Homem Duplicado

De Denis Villeneuve

Cinema | Qua, 30 nov | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Adam é um professor universitário que, apesar de acomodado à monotonia, não se sente feliz com o rumo que a sua vida levou. Um dia, ao ver um filme, percebe que, para seu horror, o actor principal é a sua cópia exacta. Ainda em choque com o que acabou de descobrir, não consegue tirar da cabeça a imagem do outro. É então que decide saber tudo sobre aquela pessoa, inclusivamente a morada e número de telefone. Quando se conhecem e se apercebem da inexistência de quaisquer laços de sangue que pudessem justificar as semelhanças, eles vêem-se a questionar a sua existência e a sua própria identidade como seres únicos e insubstituíveis. Mas esta descoberta – e tudo o que daí advém – não deixará marcas apenas neles, mas também em todos os que com eles se relacionam.

Com realização de Denis Villeneuve, um "thriller" psicológico que adapta uma das mais célebres obras de José Saramago. No elenco, os actores Jake Gyllenhaal, Mélanie Laurent, Isabella Rossellini, Sarah Gadon e Stephen R. Hart.

Título original: Enemy

De: Denis Villeneuve

Elenco: Isabella Rossellini, Jake Gyllenhaal, Sarah Gadon, Mélanie Laurent

Drama/Thriller, Canadá/Espanha, 90 min, 2013, M/16

>> Sessão inserida na programação especial dedicada ao centenário de José Saramago
Sáb, 03 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Teatro Do Bosque para o Mundo Projeto ESCALA
LER MAIS
Do Bosque para o Mundo

Do Bosque para o Mundo, de Miguel Fragata e Inês Barahona

ESCALA

Teatro | Sáb, 3 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/12 | Duração 50m | Preço: criança gratuito; adulto 5€ | Descontos: escolas gratuito; famílias – gratuito para crianças acompanhadas por adultos

Será possível explicar a crise dos refugiados às crianças? Será que as histórias reais da actualidade transbordam os limites da crueza do imaginário tradicional? Do Mundo, o que escolhemos contar?

"Do Bosque para o Mundo" conta a história de Farid. Farid é um rapaz afegão, de 12 anos, com uma história que poderia ser igual à de muitos outros rapazes, não fosse ter sido enviado pela mãe para a Europa, para um sítio seguro. Farid é um refugiado.

"Do Bosque para o Mundo" confronta-nos com a dureza e a coragem. Confronta-nos com a história de um rapaz, entre a vida e a morte, e faz-nos olhar para a nossa própria história.

"Do Bosque para o Mundo" foi o espectáculo de abertura da 72ª edição do Festival d’Avignon.

Biografias

Miguel Fragata (Porto, Portugal, 1983)

Estudou no Colégio Alemão do Porto. É licenciado em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Completou o Bacharelato em Teatro na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo.

Trabalhou como intérprete em espetáculos de Jorge Andrade, Madalena Victorino, Cristina Carvalhal, Jacinto Lucas Pires, Catarina Requeijo, Giacomo Scalisi, Rafaela Santos, Vera Alvelos, Pompeu José, José Rui Martins, José Carretas, Gabriel Villela e Agnès Desfosses. Foi assistente de encenação de Madalena Victorino, Bruno Bravo, Claudio Hochmann e Diogo Dória.

Fundou e dirige, com Inês Barahona, a FORMIGA ATÓMICA.

Concebeu e encenou os espetáculos "Montanha-Russa" (2018, coprodução TNDMII, TNSJ, Teatro Virgínia), "Do Bosque Para o Mundo" (2016, coprodução São Luiz Teatro Municipal), cuja versão francesa "Au-Delà de la Forêt, le Monde", foi coproduzida pelo Théâtre de la Ville de Paris e abriu o 72.º Festival de Avignon (2018). Concebeu e encenou ainda "A Visita Escocesa" (2016, coprodução TNDMII), "Pedro, Pedra e Grão" (2016, coprodução Teatro Viriato) e "A Grande Demonstração de Xilofagia" (2016, Fundação Calouste Gulbenkian - Programa Descobrir).

Em 2015, concebeu e encenou os espetáculos "The Wall" (coprodução Teatro Maria Matos, Teatro Municipal do Porto, Teatro Viriato, Teatro Virgínia, Centro Cultural Vila Flor e Centro de Arte de Ovar) e "O Homem Sem Rótulo" (coprodução EGEAC).

Em 2013, concebeu, encenou e interpretou o espetáculo "A Caminhada dos Elefantes" (financiado pela DGArtes e coproduzido pelo Teatro Maria Matos, Teatro Viriato, Centro Cultural Vila Flor e Artemrede), cuja versão francesa "La Marche des Éléphants" continua em circulação.

Os seus espetáculos têm sido apresentados em teatros e festivais por todo o território nacional, França, Suíça e Bélgica.

Inês Barahona (Lisboa, Portugal, 1977)

Licenciada em Filosofia. Mestre em Estética e Filosofia da Arte pela Faculdade de Letras (Universidade de Lisboa).

Ingressou no Centro de Pedagogia e Animação, do Centro Cultural de Belém, em 2005, sob a direção de Madalena Victorino, onde desenvolveu projetos de relação entre as artes e a educação para público escolar, familiar e especializado.

Desenvolveu, em 2008, com Madalena Victorino e Rita Batista, para a Direção-Geral das Artes, "O Livro Escuro e Claro", cuja distribuição acompanhou em 2012, dando formação a equipas e professores. Colaborou ainda na conceção da exposição "Uma Carta Coreográfica" da autoria de Madalena Victorino, para a Direção-Geral das Artes.

Integrou a equipa de Giacomo Scalisi, vertentes de Produção e Relação com a Comunidade, na inauguração do Teatro Municipal de Portimão, em 2008.

Trabalha em áreas como a escrita e a dramaturgia, com Madalena Victorino ("Caruma" e "Vale"), Giacomo Scalisi ("Teatro das Compras"), Teatro Regional da Serra de Montemuro ("Sem Sentido") e Catarina Requeijo (assistência de encenação ao espetáculo "Amarelo", texto de "A Grande Corrida" e de "Muita Tralha, Pouca Tralha").

Encenou, em 2012, o espetáculo "A Verdadeira História do Teatro", para o Teatro Maria Matos, em 2013, “A Verdadeira História da Ciência”, para a Fundação C. Gulbenkian.

Fundou, em 2014, a companhia FORMIGA ATÓMICA com Miguel Fragata, com quem cocriou os espetáculos “A Caminhada dos Elefantes”, em 2015 "The Wall", em 2016 "A Visita Escocesa" e "Do Bosque para o Mundo" e em 2018 "Montanha-Russa", ocupando-se da escrita dos textos.

Deu formação na área da escrita a professores e adultos, no Sou – Movimento e Arte, Fundação C. Gulbenkian e Circolando.

Manuela Pedroso (Lisboa, Portugal, 1964)

É licenciada em Teatro (Atores e Encenadores) pela ESTC, em Lisboa. Frequentou o Curso de Monitores de Dança para a Comunidade organizado pelo Fórum Dança, em 1992/93. Formadora creditada pelo Conselho Científico Pedagógico da Formação Contínua, da Universidade do Minho.

Trabalha desde1986 como atriz profissional em diversas companhias teatrais (Teatro Espaço, Teatro da Malaposta, Teatro do Século, Teatro Meridional, Casa Conveniente, entre outros), tendo sido dirigida pelos seguintes encenadores: Águeda Sena, José Martins, Figueira Cid, Rui Mendes, Mário Feliciano, Inês Câmara Pestana, Miguel Seabra, Layla Ripol, Mónica Calle, Inês Barahona e Giacomo Scalisi. Participou como intérprete na área da Dança em projetos coreográficos de Margarida Pinto Coelho, Paulo Henrique e Madalena Victorino. Trabalha desde 1991 como formadora na área do Teatro e da Dança Criativa com diversas entidades oficiais promotoras do ensino artístico em Portugal: Escolas Primárias e Secundárias, Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento, Grupo de Teatro da Nova, Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Cascais, C.E.N.T.A., Casa de Serralves, Fórum Dança, Centro Cultural de Belém, A.P.C.C., Teatro Aveirense, Teatro Viriato, Artemrede. Trabalha ainda desde 2003 como contadora de histórias, colaborando com a Livraria "Ler para querer", Direção Geral do Livro e das Bibliotecas, Teatro Maria Matos, Casa das Histórias – Museu Paula Rego, entre outras instituições.

Ficha Técnica

Encenação Miguel Fragata | Texto Inês Barahona | Interpretação Anabela Almeida e Manuela Pedroso | Cenografia e Figurinos Maria João Castelo | Música Teresa Gentil | Desenho de luz José Álvaro Correia | Direção técnica Nuno Figueira | Produção Formiga Atómica | Co-produção São Luiz Teatro Municipal (versão portuguesa) e Théâtre de la Ville – Paris (versão francesa)
Ter, 06 Dez
17:00

Sala de Leitura Bernardo Santareno


Literatura/Publicação/Leituras Projeto “EPILOGO” Literatura
LER MAIS
Projeto “EPILOGO”

Projeto “EPILOGO”

Literatura

Ter 6 dez

17h00

todas as 2ªs terças-feiras de cada mês, do ano letivo 2022/2023

Sala de Leitura Bernardo Santareno

“EPILOGO” – Projeto que se realizará na segunda semana de cada mês, à terça-feira, ao longo do ano letivo de 2022/23, mediante inscrição limitada, na Sala de leitura Bernardo Santareno, pelas 17 horas.

Neste espaço comum e aberto a toda a comunidade partilharemos a leitura em voz alta de peças de teatro por parte de todos os inscritos. É proposto um movimento de “Faz de conta” onde abrimos e exploramos em coletivo a nossa capacidade de poder brincar com o que lemos e com quem lemos.

O final de cada peça ficará a cargo dos alunos do curso Artes do Espetáculo, da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, que elaborarão uma pequena leitura encenada. Esta especificidade do projeto realizar-se-á em parceria com os professores da disciplina de dramaturgia.
Qua, 07 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém Fogo-Fátuo De João Pedro Rodrigues
LER MAIS
Fogo-Fátuo

Fogo-Fátuo

De João Pedro Rodrigues

Cinema | Qua, 7 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | sócios Cineclube » 2,5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ | bilhete jovem até 30 anos sócio cineclube » entrada gratuita

Alfredo, príncipe herdeiro de Portugal, está muito preocupado com o ambiente. Determinado a fazer a sua parte para proteger as florestas da terrível ameaça dos incêndios que todos os Verões assolam o país, convence os pais, profundamente conservadores, a ingressar na carreira de bombeiro. É assim que conhece Afonso, um colega de quartel por quem se apaixona perdidamente. Estreado na Quinzena de Realizadores do Festival de Cinema de Cannes, “uma comédia erótica em formato musical” com a assinatura de João Pedro Rodrigues.

Parceria entre a Terratreme Filmes e a Filmes Fantasma, em co-produção com França, “Fogo-Fátuo” conta com Mauro Costa e André Cabral como protagonistas, assim como Joel Branco, Oceano Cruz, Margarida Vila-Nova e Miguel Loureiro.

Título original: Fogo-Fátuo

De: João Pedro Rodrigues

Elenco: Ana Bustorff, Joel Branco, Anabela Moreira, Oceano Cruz, Margarida Vila-Nova, André Cabral, Mauro Costa, Teresa Madruga

Musical/comédia, Portugal/França, 67 min, 2022, M/16
Sáb, 10 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Música Dia de Festa Projeto ESCALA
LER MAIS
Dia de Festa

Dia de Festa

Projeto ESCALA

Música | Sáb, 10 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Classificação Etária M/6 | Duração 55m | Preço: criança gratuito; adulto 5€ | Descontos: escolas gratuito; famílias – gratuito para crianças acompanhadas por adultos

Uma produção Casa da Música

Tudo é simples, tudo é familiar, tudo vive da imaginação, tudo vive do lugar.

As mantas representam os diferentes espaços da ação, pode ser no Norte ou em qualquer outro local de Portugal. O Dia de Festa está a chegar e é sempre um dia especial. Há muitos séculos que é igual, sendo todos os anos diferente. Não te deixes enganar, não é só para os mais velhos, não é só para os mais novos, este é um dia verdadeiramente de todos e para todos.

Então vamos lá começar!

Partindo do espólio de instrumentos populares portugueses que existe na Casa da Música, e de todo um cancioneiro, recriamos um verdadeiro arraial português em celebração da música de raiz mais popular.

Ficha Técnica

Direção artística e interpretação Rui Rodrigues | Interpretação Beatriz Rola, Jorge Queijo, Paulo Neto e Tiago Oliveira | Produção Casa da Música
Qua, 14 Dez
21:30

Teatro Sá da Bandeira


Cineclube de Santarém Ladrões de Bicicletas De Vittorio De Sica
LER MAIS
Ladrões de Bicicletas

Ladrões de Bicicletas

De Vittorio De Sica

Cinema | Qua, 14 dez | 21h30 | Teatro Sá da Bandeira

Preço público geral » 5€ | bilhete jovem até 30 anos » 1€ >> Entrada Gratuita aos Sócios do Cineclube de Santarém

Ladrões de Bicicletas ocupa há sete décadas consecutivas um lugar cimeiro no cânone dos melhores filmes de todos os tempos. Logo na estreia gerou um grande entusiasmo, na Europa e na América, e André Bazin descrevia-o como uma obra-prima, perfeita e sublime, e afirmava que De Sica era o maior realizador italiano. Amado por Orson Welles e Wes Anderson, o filme que “mudou a vida” de Ken Loach, que “salvou a carreira” de Jia Zhang Ke, Ladrões de Bicicletas, a odisseia de um pai e de um filho pelas ruas de Roma à procura de uma bicicleta roubada, indispensável para o seu trabalho, obra zénite do neo-realismo italiano, tem a grandeza de uma tragédia clássica.

Cesare Pavese dizia que o grande cronista da Itália do seu tempo era De Sica. Foi também nas ruas, onde filmaria, que o realizador foi procurar os seus intérpretes: Lamberto Maggiorani, o pai, era um operário mecânico, e Enzo Staiola, o filho, descobriu-o entre os mirones. “Era necessário que este operário fosse ao mesmo tempo tão perfeito, anónimo e objectivo como a sua bicicleta.” Com uma extraordinária mise en scène, um trabalho rigoroso de escrita (com Cesare Zavattini e outros), uma concisão comovente, Ladrões de Bicicletas é “cinema no seu estado puro”, que nos provoca uma comoção tão forte hoje como há 70 anos.

Óscares – Prémio Honorário

Globos de Ouro – Melhor Filme Internacional

Prémios BAFTA – Melhor Filme

Festival de Locarno – Prémio Especial do Júri

Título original: Ladri di Biciclette

De: Vittorio De Sica

Elenco: Lianella Carell, Lamberto Maggiorani, Enzo Stajola

Drama, Itália, 89 min, 1948, M/6